Imprensa livre e independente
06 de abril de 2018, 19h42

Prisão de Lula é uma ameaça às eleições, diz Requião

"Lula não está fugindo, nem confrontando a justiça, ele está esperando que seus advogados derrubem essas medidas arbitrárias que acabaram com prazos recursais e com a presunção de inocência"

O senador pelo Paraná Roberto Requião (MDB) foi até o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), prestar solidariedade ao ex-presidente Lula. Para o senador, as eleições correm risco com a exclusão de Lula. “Teremos o Lula virtualmente eleito e o Jair Bolsonaro como favorito. Isso deve incomodar todas as pessoas que têm o mínimo de consciência política.” Segundo Requião, a manifestação no entorno “é uma demonstração do arbítrio do poder judiciário, das ilegalidades cometidas. Lula não está fugindo, nem confrontando a justiça, ele está esperando que seus advogados derrubem essas medidas arbitrárias que acabaram com prazos recursais...

O senador pelo Paraná Roberto Requião (MDB) foi até o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), prestar solidariedade ao ex-presidente Lula. Para o senador, as eleições correm risco com a exclusão de Lula. “Teremos o Lula virtualmente eleito e o Jair Bolsonaro como favorito. Isso deve incomodar todas as pessoas que têm o mínimo de consciência política.”

Segundo Requião, a manifestação no entorno “é uma demonstração do arbítrio do poder judiciário, das ilegalidades cometidas. Lula não está fugindo, nem confrontando a justiça, ele está esperando que seus advogados derrubem essas medidas arbitrárias que acabaram com prazos recursais e com a presunção de inocência prevista na Constituição Federal”.

Requião falou ainda sobre seu partido, MDB, disse que todos os partidos hoje sofrem dos mesmos vícios congressuais e defendeu uma reforma econômica e depois uma política.

Assista:

Veja também:  Alvo de investigações no laranjal do PSL, ministro do Turismo pede licença

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum