Imprensa livre e independente
20 de junho de 2019, 08h15

Acordo fechado: Governo vai pagar R$ 40 milhões a cada deputado que aprovar reforma da Previdência

O acordo gera um desequilíbrio na disputa eleitoral e nada mais é do que o corriqueiro toma lá da cá tão combatido por Bolsonaro que convencionou denomina-lo de velha política

Bolsonaro, Paulo Guedes e Onyx Lorenzoni (Marcos Corrêa/PR)
Em nome do presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ), o ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) que deixará a articulação política após a aprovação da reforma da Previdência, fechou acordo para viabilizar a sua votação até a primeira quinzena de julho. Segundo o Painel da Folha, o acerto foi firmado na residência oficial do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e mobilizou líderes e dirigentes dos principais partidos, incluído o Centrão que foi atacado nas ruas pelos manifestantes que foram defender o governo Bolsonaro. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo O governo...

Em nome do presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ), o ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) que deixará a articulação política após a aprovação da reforma da Previdência, fechou acordo para viabilizar a sua votação até a primeira quinzena de julho.

Segundo o Painel da Folha, o acerto foi firmado na residência oficial do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e mobilizou líderes e dirigentes dos principais partidos, incluído o Centrão que foi atacado nas ruas pelos manifestantes que foram defender o governo Bolsonaro.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

O governo teria se comprometido a empenhar e liquidar cerca de R$ 20 milhões em emendas, dos 40 milhões prometidos, ainda neste ano.

Os outros R$ 20 milhões de reais seriam liberados até as eleições municipais do ano que vem, o que favoreceria os deputados que apoiarem a reforma da Previdência nessas disputas.

O acordo gera um desequilíbrio na disputa eleitoral e nada mais é do que o corriqueiro toma lá da cá tão combatido por Bolsonaro que convencionou denomina-lo de velha política.

Veja também:  Nos braços de Doria, Alexandre Frota se diz decepcionado com Bolsonaro: "Precisa olhar pra trás"

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum