Imprensa livre e independente
12 de julho de 2019, 23h28

Acusado de nepotismo e ironizado nas redes, Eduardo Bolsonaro prepara lista de embaixadores de Lula

Imagem captada pelo fotógrafo Hugo Barreto mostra o filho do presidente listando nomes de políticos que tiveram cargos diplomáticos em governos anteriores, e colocando o presidente que o indicou ao lado

Foto: Reprodução
Alvo de críticas e piadas desde que seu pai se referiu à sua possível indicação como embaixador do Brasil nos Estados Unidos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) parece já ter uma estratégia para reagir aos questionamentos, que não é outra se não a típica saída do bolsonarismo: atacar o PT e Lula. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo Nesta sexta-feira (12), o repórter fotográfico Hugo Barreto, do Metrópoles, flagrou Eduardo no plenário da Câmara enquanto preparava uma lista com nomes de outros não diplomatas que assumiram cargos em...

Alvo de críticas e piadas desde que seu pai se referiu à sua possível indicação como embaixador do Brasil nos Estados Unidos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) parece já ter uma estratégia para reagir aos questionamentos, que não é outra se não a típica saída do bolsonarismo: atacar o PT e Lula.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Nesta sexta-feira (12), o repórter fotográfico Hugo Barreto, do Metrópoles, flagrou Eduardo no plenário da Câmara enquanto preparava uma lista com nomes de outros não diplomatas que assumiram cargos em embaixadas brasileiras durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva e o de outros ex-presidentes.

A imagem mostra Eduardo (que naquele momento deveria estar atento à votação dos destaques ao texto-base da reforma da Previdência) listando nomes de políticos que tiveram cargos diplomáticos em governos anteriores, e colocando o presidente que o indicou ao lado.

Figuravam na lista alguns nomes conhecidos, como os do ex-presidente Itamar Franco, o do ex-presidente do DEM, Jorge Bornhausen, e do ex-governador do Rio Grande do Sul, Osvaldo Aranha.

Veja também:  Paulo Henrique Amorim teve conta bloqueada no dia de sua morte

Porém, pelos nomes captados na foto de Hugo Barreto, não se identifica nenhum que tenha sido filho ou parente do presidente que o indicou.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum