Imprensa livre e independente
12 de março de 2019, 19h10

Agentes encontram 117 fuzis na casa de um amigo de Ronnie, suspeito de matar Marielle

Apreensão foi feita na residência de Alexandre Mota de Souza, amigo de infância de Ronnie Lessa, apontado como o atirador que assassinou Marielle e Anderson

Foto: Reprodução/Polícia Civil
A Divisão de Homicídios (DH) da Polícia Civil do Rio de Janeiro encontrou um total de 117 fuzis, do tipo M-16, na casa de um amigo do policial militar Ronnie Lessa, acusado de ter efetuado os disparos que assassinaram Marielle Franco e Anderson Gomes. A apreensão foi feita no bairro do Méier, Zona Norte do Rio de Janeiro. As armas são novas e estavam desmontadas em caixas em um guarda-roupas. Conforme declarou Marcos Vinícius Braga, secretário de Polícia Civil, se trata da maior apreensão de fuzis da história do Rio. Alexandre Mota de Souza, dono da residência onde foi encontrado...

A Divisão de Homicídios (DH) da Polícia Civil do Rio de Janeiro encontrou um total de 117 fuzis, do tipo M-16, na casa de um amigo do policial militar Ronnie Lessa, acusado de ter efetuado os disparos que assassinaram Marielle Franco e Anderson Gomes. A apreensão foi feita no bairro do Méier, Zona Norte do Rio de Janeiro.

As armas são novas e estavam desmontadas em caixas em um guarda-roupas. Conforme declarou Marcos Vinícius Braga, secretário de Polícia Civil, se trata da maior apreensão de fuzis da história do Rio.

Alexandre Mota de Souza, dono da residência onde foi encontrado o arsenal, disse aos policiais que Ronnie é seu amigo de infância, entregou as caixas, pediu para guardar e não abrir.

“Alexandre é amigo do Lessa há anos e ele fez apenas um favor em colocar essas encomendas, porque ele não sabia do que se tratava, no seu apartamento. Ele ficou surpreso ao saber do conteúdo, mas ele não tem nada a ver com esse episódio lamentável da vereadora”, justificou o advogado de Souza.

Veja também:  Protesto de coletes amarelos marca comemoração de 230 anos da Queda da Bastilha na França

Dinheiro

Durante a operação, os agentes encontraram, ainda, R$ 112 mil na operação, sendo R$ 50 mil na casa dos pais de Ronnie e R$ 60 mil em seu carro.

A polícia investiga agora se Lessa é traficante de armas e escondia na casa do amigo o material.

Com informações do G1

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum