Imprensa livre e independente
10 de setembro de 2018, 07h59

Alexandre de Moraes decide nesta terça se Bolsonaro será réu por racismo

A votação estava empatada quando Moraes pediu vista. O único voto que falta é o dele

Foto: Reprodução/TV Cultura
O julgamento da acusação de racismo contra Jair Bolsonaro (PSL) será retomado pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta terça (11). A turma decidirá se Bolsonaro deve se tornar réu sob acusação de racismo. O voto decisivo será do ministro Alexandre de Moraes, que pediu vista, no dia 28 de agosto, suspendendo a votação. No momento, havia um empate. O episódio que levou Bolsonaro ao STF é rumoroso e, não raro, mencionado por adversários da corrida eleitoral. A denúncia contra o presidenciável foi feita pela Procuradoria-Geral da República. Ele se referiu de maneira pejorativa a quilombolas, em uma palestra no Rio....

O julgamento da acusação de racismo contra Jair Bolsonaro (PSL) será retomado pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta terça (11). A turma decidirá se Bolsonaro deve se tornar réu sob acusação de racismo.

O voto decisivo será do ministro Alexandre de Moraes, que pediu vista, no dia 28 de agosto, suspendendo a votação. No momento, havia um empate. O episódio que levou Bolsonaro ao STF é rumoroso e, não raro, mencionado por adversários da corrida eleitoral.

A denúncia contra o presidenciável foi feita pela Procuradoria-Geral da República. Ele se referiu de maneira pejorativa a quilombolas, em uma palestra no Rio. Na ocasião, ele disse que foi a uma aldeia e que o “afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas”.

Com informações do Painel, da Folha

Veja também:  Joice Hasselmann vira meme ao bajular Bolsonaro no Pânico. Vídeo

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum