Imprensa livre e independente
25 de janeiro de 2019, 13h24

Ameaça a Jean Wyllys é “crime contra a democracia”, diz Mourão

"Uma das coisas mais importantes é você ter sua opinião e ter liberdade para expressar sua opinião”, disse ainda Mourão

General Mourão (Divulação/Palácio do Planalto)
Diferente de Jair Bolsonaro, que comemorou a decisão de Jean Willys de sair do Brasil e renunciar o seu mandato de deputado federal, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou que pessoas que ameaçam parlamentares cometem “um crime contra a democracia”. Ele deu a declaração durante uma entrevista, na porta da vice-presidência. Algo claramente preparado e ensaiado para deixar claro que os militares que estão no governo têm posição distinta da turma do presidente capitão. Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais “Quem ameaça parlamentar está cometendo um...

Diferente de Jair Bolsonaro, que comemorou a decisão de Jean Willys de sair do Brasil e renunciar o seu mandato de deputado federal, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou que pessoas que ameaçam parlamentares cometem “um crime contra a democracia”.

Ele deu a declaração durante uma entrevista, na porta da vice-presidência. Algo claramente preparado e ensaiado para deixar claro que os militares que estão no governo têm posição distinta da turma do presidente capitão.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

“Quem ameaça parlamentar está cometendo um crime contra a democracia. Uma das coisas mais importantes é você ter sua opinião e ter liberdade para expressar sua opinião”, disse.

O vice-presidente ainda acrescentou que deputados representam cidadãos e devem ser respeitados. Para ele, ideias defendidas por parlamentares devem ser ouvidas, mesmo por aqueles que não gostem do político.

“Os parlamentares estão ali, eleitos pelo voto, representam cidadãos que votaram neles. Quer você goste, quer você não gosta das ideias do cara, você ouve. Se gostou bate palma, se não gostou, paciência”, acrescentou.

Veja também:  Contra evidências, subprocurador diz ao STJ que conduta de Moro não prejudicou Lula

Mourão foi indagado se a decisão de Jean Wyllys havia sido correta: “Não estou na chuteira do Jean Wyllys. Ele que sabe qual é o grau de confusão que ele está metido”.

Com informações do G1

Agora que você chegou ao final desse texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum