Imprensa livre e independente
22 de março de 2019, 08h43

Amigos duvidam da capacidade emocional de Temer para resistir à prisão

Ele reclamava que o atual governo e a mídia não davam a ele os devidos créditos pelo que considerava coisas boas que fez ao país

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
O Painel, da Folha, informa, nesta sexta-feira (22), que amigos de Temer duvidam da sua capacidade emocional para resistir ao processo. Litúrgico, ele não teria estofo para lidar com a detenção e o cerco a familiares, como a filha. A coluna de Mônica Bergamo, por sua vez, afirma que Michel Temer vivia momentos de amargura antes de ser preso. De acordo com a jornalista, o ex-presidente gastava parte do tempo devorando jornais, em relativo isolamento. Reclamava que o atual governo e a mídia não davam a ele os devidos créditos pelo que considerava coisas boas que fez ao país. Moreira Franco...

O Painel, da Folha, informa, nesta sexta-feira (22), que amigos de Temer duvidam da sua capacidade emocional para resistir ao processo. Litúrgico, ele não teria estofo para lidar com a detenção e o cerco a familiares, como a filha.

A coluna de Mônica Bergamo, por sua vez, afirma que Michel Temer vivia momentos de amargura antes de ser preso.

De acordo com a jornalista, o ex-presidente gastava parte do tempo devorando jornais, em relativo isolamento. Reclamava que o atual governo e a mídia não davam a ele os devidos créditos pelo que considerava coisas boas que fez ao país.

Moreira Franco (MDB-RJ), que foi preso também na quinta (21), aconselhava Temer a relaxar mais. Dizia que ele tinha que virar a página e se desapegar do tempo em que foi presidente.

Além disso tudo, Temer também estava distante de alguns de seus melhores amigos, de quem se afastou quando comandou o país.

Veja também:  Moro já foi derrotado pelos fatos da Vaza Jato e não tem mais como continuar no ministério

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum