Imprensa livre e independente
18 de novembro de 2018, 22h14

Amorim diz que chanceler de Bolsonaro é “retorno à Idade Média” e ele não entende se é elogio ou crítica

Ao jornal O Globo, Celso Amorim disse que Araújo "escapa a qualquer possibilidade de comentário. Não é retrocesso. É retorno à Idade Média".

(Foto: Reprodução/TV Globo)
Em tuíte na noite deste domingo (18), Ernesto Araújo, futuro Ministro de Relações Exteriores do Governo Jair Bolsonaro (PSL) disse não entender se trata-se de “crítica ou elogio” a declaração do ex-ministro Celso Amorim de que sua nomeação é uma “volta à Idade Média”. Leia também: Chanceler de Bolsonaro surta em novo artigo sobre ideias e ideologia “Celso Amorim diz que represento um retorno à Idade Média. Não entendi se é crítica ou elogio, mas informo que não retornaremos à Idade Média, pois temos muito a fazer por aqui, a começar por um exame minucioso da ‘política externa ativa e altiva’...

Em tuíte na noite deste domingo (18), Ernesto Araújo, futuro Ministro de Relações Exteriores do Governo Jair Bolsonaro (PSL) disse não entender se trata-se de “crítica ou elogio” a declaração do ex-ministro Celso Amorim de que sua nomeação é uma “volta à Idade Média”.

Leia também: Chanceler de Bolsonaro surta em novo artigo sobre ideias e ideologia

“Celso Amorim diz que represento um retorno à Idade Média. Não entendi se é crítica ou elogio, mas informo que não retornaremos à Idade Média, pois temos muito a fazer por aqui, a começar por um exame minucioso da ‘política externa ativa e altiva’ em busca de possíveis falcatruas”, ironizou Araújo, referindo-se ao jargão usado por Amorim para definir sua política frente ao Itamaraty durante os governos Lula.

Ao jornal O Globo, Celso Amorim disse que Araújo “escapa a qualquer possibilidade de comentário. Não é retrocesso. É retorno à Idade Média”.

Veja também:  Após vazamentos Moro nega no Senado conluio ou convergência com MP durante Operação Lava Jato

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Balançando
Mais cedo, o chanceler retuitou uma publicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL/SP), um dos responsáveis por sua indicação para compor o governo do pai, em que o filho de Bolsonaro nega nota do jornalista Ricardo Noblat, que diz que Aragão estaria “balançando” e poderia cair antes mesmo de assumir o Itamaraty.

“Eis parte do jornalismo brasileiro: confundem seus desejos c/ os fatos. Só queria saber onde está o compromisso com a verdade”, disse Eduardo.

Agora que você chegou ao final desse texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Veja também:  O Globo escala "professor da FGV " para defender Lava Jato e esconde que é funcionário de Moro

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum