Imprensa livre e independente
13 de janeiro de 2017, 17h37

Anonymous dá demonstração do que pode fazer e vaza dados pessoais de Kassab

A rede hackerativista divulgou um documento com uma série de dados pessoais do ministro, como endereços, telefones, CPF e sugeriu o que internautas poderiam fazer com esses dados, como cancelar sua rede de internet ou criar uma conta no Netflix. A ação foi tomada como forma de retaliação ao anúncio de que colocaria em vigor a limitação do uso de internet fixa no país. Apesar de a Anatel já ter recuado, grupo deixa claro: “o governo voltou atrás, mas o nosso aviso é permanente”. Base de dados da Anatel também foi sequestrada  Por Redação  Mesmo após o presidente da Anatel, Juarez...

A rede hackerativista divulgou um documento com uma série de dados pessoais do ministro, como endereços, telefones, CPF e sugeriu o que internautas poderiam fazer com esses dados, como cancelar sua rede de internet ou criar uma conta no Netflix. A ação foi tomada como forma de retaliação ao anúncio de que colocaria em vigor a limitação do uso de internet fixa no país. Apesar de a Anatel já ter recuado, grupo deixa claro: “o governo voltou atrás, mas o nosso aviso é permanente”. Base de dados da Anatel também foi sequestrada 

Por Redação 

Mesmo após o presidente da Anatel, Juarez Quadros, informar que o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação, Gilberto Kassab, havia se equivocado ao afirmar que colocaria em vigor, no segundo semestre deste ano, um novo modelo em que as operadoras poderiam limitar o uso de internet fixa dos usuários, a célula brasileira do grupo hackerativista Anonymous resolveu vazar dados pessoas do ministro e sequestrar a base de dados da Anatel como forma de aviso.

Veja também:  Mangueira trará retorno de Cristo contra a intolerância no Carnaval de 2020

“O governo voltou atrás, mas o nosso aviso é permanente. Esse vazamento é uma pequena demonstração do que somos capazes de fazer contra um governo que parece ter perdido o medo do povo. Não tem problema, nós estamos aqui para lembrá-los”, escreveram na página oficial do grupo no Facebook.

O Anonymous vazou dados pessoais de Kassab como números de telefone e celulares, telefones de familiares, endereços, CPF, patrimônios e outros. Como forma de mostrar ao ministro o “poder” que o povo tem, o grupo sugeriu que os seguidores da página utilizem os dados de Kassab para, por exemplo, criar uma conta no Netflix ou Spotfy ou ainda ligar em sua operadora de internet e mandar cancelar o serviço utilizando seu CPF.

dicas

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum