Imprensa livre e independente
19 de junho de 2019, 19h43

Ao defender Moro, Bolsonaro se refere a Jean Wyllys como “menina que tá fora do Brasil”

Presidente disse que não viu "nada de anormal" nas conversas vazadas de Moro divulgadas pelo The Intercept Brasil e, em tom homofóbico, desferiu ataques a Jean Wyllys, a Gleen Greenwald e seu marido, o deputado federal David Miranda

Foto: Marcos Corrêa/PR
O presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar o ex-deputado federal Jean Wyllys  com uma declaração de tom homofóbico. Na tarde desta quarta-feira (19), durante coletiva de imprensa em um evento Guaratinguetá (SP), o capitão da reserva saiu em defesa do ministro da Justiça, Sérgio Moro, e afirmou que Wyllys, junto com Glenn Greenwald e David Miranda, formam uma “trama” para tentar atingi-lo. Greenwald é editor do site The Intercept Brasil, responsável pelas matérias que trazem conversas vazadas entre Moro e procuradores da Lava Jato que mostram uma atuação partidária do juiz na condução da operação. David Miranda é marido do...

O presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar o ex-deputado federal Jean Wyllys  com uma declaração de tom homofóbico. Na tarde desta quarta-feira (19), durante coletiva de imprensa em um evento Guaratinguetá (SP), o capitão da reserva saiu em defesa do ministro da Justiça, Sérgio Moro, e afirmou que Wyllys, junto com Glenn Greenwald e David Miranda, formam uma “trama” para tentar atingi-lo.

Greenwald é editor do site The Intercept Brasil, responsável pelas matérias que trazem conversas vazadas entre Moro e procuradores da Lava Jato que mostram uma atuação partidária do juiz na condução da operação. David Miranda é marido do jornalista.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“Não vi nada de anormal até agora”, disse Bolsonaro sobre os vazamentos, antes de disparar a declaração homofóbica.

“Esse pessoal daquele casal né, aquele casal lá, um deles esteve detido na Inglaterra há pouco tempo por espionagem, o outro aqui tem suspeita de vender o mandato, e a outra, menina namorada de outro que tá lá fora do Brasil. É uma trama”, afirmou.

Veja também:  Romero Jucá e ex-presidente da Transpetro viram réus na Lava Jato por corrupção e lavagem de dinheiro

Um dos jornalistas que estava na coletiva tentou perguntar quem era a “menina” a quem Bolsonaro se referia, mas o presidente o ignorou.

Pelo Twitter, Glenn Greenwald comentou o caso. “Depois que seu ministro da Justiça enfrentou um senado furioso, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a reportagem do The Intercept Brasil é uma trama minha, do David Miranda e ‘da outra menina fora do país’: ele se referiu a Jean Wyllys, o congressista gay que fugiu do Brasil sob ameaças de morte.”

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum