Imprensa livre e independente
05 de julho de 2019, 07h48

Aos 84 anos, Luiza Erundina vira a noite na Câmara em defesa da aposentadoria

A deputada federal Luiza Erundina (PSOL-SP) não arrefeceu e cruzou a madrugada em votação dos destaques do texto da reforma da Previdência na comissão especial da Câmara. A atitude emocionou "até os mais durões".

Luíza Erundina (Arquivo)
A deputada federal Luiza Erundina (PSOL-SP), de 84 anos, ficou firme em votação dos destaques do texto da reforma da Previdência na comissão especial, que cruzou a madrugada. Segundo a deputada Sâmia Bonfim (PSOL-SP), a atitude emocionou “até os mais durões”. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo “Deputada Luiza Erundina, 84 anos, à 1h da manhã dando exemplo de garra, força e coerência aqui na comissão da reforma da previdência. Orgulho da nossa bancada. Emocionou muita gente durona por aqui”, publicou Sâmia no Twitter. Deputada Luiza Erundina, 84 anos,...

A deputada federal Luiza Erundina (PSOL-SP), de 84 anos, ficou firme em votação dos destaques do texto da reforma da Previdência na comissão especial, que cruzou a madrugada. Segundo a deputada Sâmia Bonfim (PSOL-SP), a atitude emocionou “até os mais durões”.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“Deputada Luiza Erundina, 84 anos, à 1h da manhã dando exemplo de garra, força e coerência aqui na comissão da reforma da previdência. Orgulho da nossa bancada. Emocionou muita gente durona por aqui”, publicou Sâmia no Twitter.

Erundina é a deputada mais velha da Câmara Federal. Após a aprovação do texto-base, a parlamentar lamentou: “essa desgraça de reforma penaliza o povo pobre deste país”.

Veja também:  PT pede ao CNMP investigação de Dallagnol e Pozzobon por usarem Lava Jato para ganhar dinheiro

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum