Imprensa livre e independente
17 de abril de 2019, 07h37

Apoiador de Bolsonaro e porta-voz da ditadura, Alexandre Garcia diz que “pela primeira vez” está com medo

"Será que vão ordenar busca e apreensão em minha casa por eu ter dito nas rádios e redes sociais que o Supremo passou recibo e meteu-se em camisa de onze varas?", tuitou Garcia, ironizando a ação do STF contra fake news

Bolsonaro e Alexandre Garcia (Reprodução)
Apoiador enfático de Jair Bolsonaro (PSL), ex-TV Globo e porta-voz do governo do general João Baptista Figueiredo durante a ditadura militar, o jornalista Alexandre Garcia publicou em suas redes sociais que está com medo “pela primeira vez”, depois de quase cinco décadas de jornalismo. “Em 48 anos de jornalismo, temo pela primeira vez. Será que vão ordenar busca e apreensão em minha casa por eu ter dito nas rádios e redes sociais que o Supremo passou recibo e meteu-se em camisa de onze varas?”, tuitou. Em 48 anos de jornalismo, temo pela primeira vez. Será que vão ordenar busca e...

Apoiador enfático de Jair Bolsonaro (PSL), ex-TV Globo e porta-voz do governo do general João Baptista Figueiredo durante a ditadura militar, o jornalista Alexandre Garcia publicou em suas redes sociais que está com medo “pela primeira vez”, depois de quase cinco décadas de jornalismo.

“Em 48 anos de jornalismo, temo pela primeira vez. Será que vão ordenar busca e apreensão em minha casa por eu ter dito nas rádios e redes sociais que o Supremo passou recibo e meteu-se em camisa de onze varas?”, tuitou.

A publicação, recheada de ironia, foi feita nesta terça-feira (16) após a repercussão da ação de busca e apreensão determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supre Tribunal Federal (STF), na casa de propagadores de fake news e ameaças aos ministros da corte, entre eles o general Paulo Chagas, amigo de Bolsonaro, que ironizou a ação da PF.

Veja também:  Com "torcida" de Bolsonaro por Macri, Mourão diz que relação com a Argentina independe de eleições

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum