Imprensa livre e independente
08 de julho de 2019, 15h17

Após 31 anos, Globo demite Mauro Naves por envolvimento no caso Neymar

No dia 5 de junho, o jornalista foi retirado da cobertura da Copa América, depois de uma nota oficial lida por William Bonner, no Jornal Nacional

Foto: Reprodução
Mauro Naves, um dos jornalistas esportivos mais conhecidos do Brasil, com 31 anos de Rede Globo e que estava suspenso da emissora desde 5 de junho, foi demitido, de acordo com informações do UOL. Na ocasião, Naves foi retirado da cobertura da Copa América, após nota oficial lida por William Bonner, no Jornal Nacional. O jornalista havia sido afastado da Globo porque, segundo a emissora, teria atuado como intermediador de uma tentativa de acordo entre Neymar e o primeiro advogado de Najila Trindade, que acusa o jogador de estupro. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe...

Mauro Naves, um dos jornalistas esportivos mais conhecidos do Brasil, com 31 anos de Rede Globo e que estava suspenso da emissora desde 5 de junho, foi demitido, de acordo com informações do UOL. Na ocasião, Naves foi retirado da cobertura da Copa América, após nota oficial lida por William Bonner, no Jornal Nacional.

O jornalista havia sido afastado da Globo porque, segundo a emissora, teria atuado como intermediador de uma tentativa de acordo entre Neymar e o primeiro advogado de Najila Trindade, que acusa o jogador de estupro.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“O Grupo Globo e o jornalista Mauro Naves decidiram encerrar consensualmente o contrato de prestação de serviços que mantinham. O Grupo Globo reconhece a imensa contribuição de Mauro Naves ao jornalismo esportivo e a ele agradece os 31 anos de dedicação e colaboração”, afirmou a comunicação.

Contudo, a informação que circula nos bastidores da Globo é que a demissão não foi nem amigável e nem consensual. Naves teria dito a amigos que foi, de fato, demitido por causa de toda a confusão envolvendo Neymar. Ele vai receber todos os direitos trabalhistas, mas não está de saída por opção própria.

Veja também:  Bolsonaro corta repasses federais para creches, educação básica, alfabetização e ensino técnico

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum