Imprensa livre e independente
10 de junho de 2018, 00h53

Após dois meses de prisão, Datafolha confirma: Lula é imbatível

Nos cenários sem o ex-presidente Lula no páreo, mais de 40% dos seus eleitores dizem não ter em quem votar. Ou seja, podem votar em qualquer um que for indicado por ele.

Foto: Ricardo Stuckert
A nova pesquisa Datafolha aponta Lula, apesar de tudo, com 30% das intenções de voto. E se ele não for candidato um terço dos eleitores se dizem sem opção. Sem Lula, Bolsonaro mantém a liderança com até 19% das preferências. Marina Silva aparece logo depois com até 15% das intenções de voto. O ex-ministro Ciro Gomes já está oscilando entre 10 e 11%, o que mostra que ele está herdando uma parte do eleitorado lulista. Alckmin chega a 7% e mostra a enorme dificuldade do tal denominado centro. Henrique Meirelles, candidato de Temer, não existe, tem apenas 1% das preferências,...

A nova pesquisa Datafolha aponta Lula, apesar de tudo, com 30% das intenções de voto. E se ele não for candidato um terço dos eleitores se dizem sem opção.

Sem Lula, Bolsonaro mantém a liderança com até 19% das preferências.

Marina Silva aparece logo depois com até 15% das intenções de voto. O ex-ministro Ciro Gomes já está oscilando entre 10 e 11%, o que mostra que ele está herdando uma parte do eleitorado lulista.

Alckmin chega a 7% e mostra a enorme dificuldade do tal denominado centro.

Henrique Meirelles, candidato de Temer, não existe, tem apenas 1% das preferências, de acordo com o instituto.

Os dois mais cotados para serem o Plano B de Lula, Fernando Haddad (SP) e o ex-governador Jaques Wagner (BA), aparecem com 1% na pesquisa. Mas isso não quer dizer muita coisa.

Nos cenários sem o ex-presidente Lula no páreo, mais de 40% dos seus eleitores dizem não ter em quem votar. Ou seja, podem votar em qualquer um que for indicado por ele.

Veja também:  Datafolha: Rejeição ao projeto de posse de armas de Bolsonaro chega a 70%

Em cinco dos nove cenários em que Lula não aparece, o número de eleitores sem opção, dispostos a votar em branco ou anular o voto supera o de apoiadores do candidato vencedor. Não é pouca coisa.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum