Imprensa livre e independente
05 de julho de 2019, 22h40

Após novas medidas do GSI, até Bolsonaro passa por raio X e detector de metais antes de viajar

Decisão foi tomada pelo Gabinete do Segurança Institucional, depois que militar da Aeronáutica foi preso na Espanha com 39 quilos de cocaína, em avião presidencial

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
Depois do escândalo do militar da Aeronáutica preso em Sevilla, na Espanha, com 39 quilos de cocaína, em um dos aviões presidenciais, durante viagem da comitiva oficial para o G20, no Japão, o Gabinete do Segurança Institucional (GSI), comandado pelo general Augusto Heleno, adotou novas medidas. A partir de agora, além de toda a tripulação e equipe, até Jair Bolsonaro terá de passar pelo detector de metais e raio x antes de embarcar no avião presidencial. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo. Estreia A nova metodologia de segurança já foi, inclusive, colocada em prática...

Depois do escândalo do militar da Aeronáutica preso em Sevilla, na Espanha, com 39 quilos de cocaína, em um dos aviões presidenciais, durante viagem da comitiva oficial para o G20, no Japão, o Gabinete do Segurança Institucional (GSI), comandado pelo general Augusto Heleno, adotou novas medidas.

A partir de agora, além de toda a tripulação e equipe, até Jair Bolsonaro terá de passar pelo detector de metais e raio x antes de embarcar no avião presidencial.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

Estreia

A nova metodologia de segurança já foi, inclusive, colocada em prática na última quarta-feira (3), durante a viagem de Bolsonaro a São Paulo.

Antes das novas diretrizes, apenas as bagagens despachadas passavam pelo raio x e, mesmo assim, pelo critério de amostragem (checagem em apenas algumas pessoas, aleatoriamente).

Veja também:  Ney Matogrosso: Sociedade brasileira é mais homofóbica hoje do que na época do Secos & Molhados

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum