Imprensa livre e independente
08 de maio de 2018, 15h39

Assessor da CUT e do PT continua desaparecido

João Batista Bravin, ex-assessor de comunicação do PT e atualmente assessor na CUT, está desaparecido desde domingo (6), quando saiu de casa pela manhã para ir à padaria na Vila Alpina, zona leste de São Paulo

João Batista Bravin, assessor da Central Única dos Trabalhadores (CUT),  ex-assessor do PT e membro do Diretório Municipal do partido está desaparecido desde a manhã de domingo (6). De acordo com a família, ele saiu de sua casa, na Vila Alpina, zona leste da capital paulista, para ir à padaria, e desde então não foi mais visto. Bravin saiu sem celular e sem documentos, vestindo uma bermuda marrom, camiseta com desenho do filme Star Wars e chinelos pretos. A esposa de Bravin registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil, que está mobilizada nas buscas, assim como a Polícia Militar. Hospitais...

João Batista Bravin, assessor da Central Única dos Trabalhadores (CUT),  ex-assessor do PT e membro do Diretório Municipal do partido está desaparecido desde a manhã de domingo (6). De acordo com a família, ele saiu de sua casa, na Vila Alpina, zona leste da capital paulista, para ir à padaria, e desde então não foi mais visto. Bravin saiu sem celular e sem documentos, vestindo uma bermuda marrom, camiseta com desenho do filme Star Wars e chinelos pretos.

A esposa de Bravin registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil, que está mobilizada nas buscas, assim como a Polícia Militar. Hospitais e Instituto Médico Legal (IML) também foram acionados, mas até agora não há nenhuma pista sobre o paradeiro do assessor da CUT.

A família pede para que qualquer informação sobre João Bravin seja comunicada pelos telefones abaixo:

(11) 94680-6824

(11) 2108-9298

(11) 3215-1313

Veja também:  Exército barra a entrada de indígenas em suas próprias terras no Amazonas

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum