Imprensa livre e independente
09 de julho de 2019, 16h53

Assessora de comunicação de Moro, nora de Míriam Leitão, pede demissão do cargo

Antes de trabalhar com Moro, Giselly Siqueira havia passado pelas assessorias do CNJ, durante as passagens de Dias Tóffoli e Ricardo Lewansdowski pela gestão do órgão, e do TSE, quando este foi presidido por Gilmar Mendes. A profissional é casada com o repórter da TV Globo Vladimir Netto, que é filho da jornalista Miriam Leitão e autor de biogradia de Sérgio Moro que serviu de base para o roteiro da série "O Mecanismo", da Netflix.

A capa da biografia de Sérgio Moro, escrita por Vladimir Netto, filho de Miriam Leitão e marido de Giselly Siqueira (Foto; Reprodução)
A jornalista Giselly Siqueira, que trabalhava como assessora especial de comunicação do ministro Sérgio Moro, deixou o cargo nesta terça-feira (9), após pedir demissão. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo Antes de trabalhar com Moro, Siqueira havia passado pelas assessorias do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), durante as passagens de Dias Tóffoli e Ricardo Lewansdowski pela gestão do órgão, e do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), quando este foi presidido por Gilmar Mendes. A profissional é casada com o repórter da TV Globo Vladimir Netto, que é filho da jornalista Miriam Leitão...

A jornalista Giselly Siqueira, que trabalhava como assessora especial de comunicação do ministro Sérgio Moro, deixou o cargo nesta terça-feira (9), após pedir demissão.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Antes de trabalhar com Moro, Siqueira havia passado pelas assessorias do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), durante as passagens de Dias Tóffoli e Ricardo Lewansdowski pela gestão do órgão, e do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), quando este foi presidido por Gilmar Mendes.

Os motivos do seu pedido de demissão não foram divulgados.

Veja também:  Para evitar fuga, deputado apresenta pedido de retenção do passaporte de Deltan Dallagnol

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum