Imprensa livre e independente
05 de junho de 2018, 14h28

Assista ao vídeo em que Lula diz que vai convidar Bretas pra comício

Ao final do depoimento, no qual foi testemunha de defesa do ex-governador do Rio, Sérgio Cabral (MDB), o ex-presidente brincou descontraidamente com o juiz Marcelo Bretas

Foto: Reprodução Ao fim do depoimento de Lula a Marcelo Bretas, no qual o ex-presidente serviu de testemunha para o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (MDB), réu em uma ação penal que investiga uma suposta compra de votos para escolha do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016, o juiz elogiou Lula pela postura na audiência e citou um fato pessoal. “Aos 17 ou 18 anos, eu estava aqui em um comício na avenida Presidente Vargas, vivíamos um momento diferente no país. Estava lá usando um boné e uma camiseta no seu nome”, declarou ele....

Foto: Reprodução

Ao fim do depoimento de Lula a Marcelo Bretas, no qual o ex-presidente serviu de testemunha para o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (MDB), réu em uma ação penal que investiga uma suposta compra de votos para escolha do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016, o juiz elogiou Lula pela postura na audiência e citou um fato pessoal.

“Aos 17 ou 18 anos, eu estava aqui em um comício na avenida Presidente Vargas, vivíamos um momento diferente no país. Estava lá usando um boné e uma camiseta no seu nome”, declarou ele. Com bom humor, Lula respondeu: “Pode voltar agora”. “Quando eu fizer um comício agora vou chamar o senhor para participar”, completou o ex-presidente.

Antes, durante o depoimento, Lula fez questão de reafirmar que fala a verade. “O meu compromisso é com a verdade. Não acredito que hoje no Brasil tenha um brasileiro que anda em busca da verdade mais do que eu. Estou cansado de mentiras. Quero a verdade”, afirmou Lula.

Veja também:  "Passar fome no Brasil é uma grande mentira", diz Bolsonaro

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum