Imprensa livre e independente
29 de julho de 2014, 08h24

Ataque mata oito crianças em Gaza e Israel nega autoria

Em três semanas, a ofensiva israelense deixou cerca de 1.050 mortos – mais de três quartos, civis, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU) – além de cerca de 6.200 feridos na Faixa de Gaza

Em três semanas, a ofensiva israelense deixou cerca de 1.050 mortos – mais de três quartos, civis, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU) – além de cerca de 6.200 feridos na Faixa de Gaza Da Agência Brasil Um bombardeio em um campo de refugiados matou oito crianças ontem (28), em Gaza. Outro ataque atingiu o Hospital Al Shifa, também em Gaza, mas não há informação sobre mortes. Apesar das autoridades palestinas responsabilizarem o Exército de Israel, este afirma que o ataque veio de foguetes disparados pelo próprio Hamas, em uma ofensiva frustrada. A porta-voz do Exército de Israel, Avital...

Em três semanas, a ofensiva israelense deixou cerca de 1.050 mortos – mais de três quartos, civis, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU) – além de cerca de 6.200 feridos na Faixa de Gaza

Da Agência Brasil

Um bombardeio em um campo de refugiados matou oito crianças ontem (28), em Gaza. Outro ataque atingiu o Hospital Al Shifa, também em Gaza, mas não há informação sobre mortes. Apesar das autoridades palestinas responsabilizarem o Exército de Israel, este afirma que o ataque veio de foguetes disparados pelo próprio Hamas, em uma ofensiva frustrada.

A porta-voz do Exército de Israel, Avital Leibovich, atribuiu o ataque ao Hamas, conforme publicação em sua conta no Twitter, na tarde de hoje. “Uma tentativa frustrada de acertar Israel com foguetes de longo alcance, próximo a um hospital, atinge jardim de infância em Gaza”, diz Leibovich.

Pelo menos dez palestinos, entre eles três crianças, morreram na última noite após ataques na Faixa de Gaza, informaram os serviços de emergência locais. De acordo com o porta-voz dos serviços de emergência, Ashraf al-Qudra, cinco pessoas, incluindo três crianças, foram mortas quando um projétil disparado por um carro de combate atingiu uma casa no norte da cidade de Jabaliya. Uma outra pessoa morreu após ataque no centro da cidade e mais quatro na cidade sulista de Khan Yunis.

Veja também:  Lava Jato e Globo/RBS se unem para atacar adversários e proteger aliados, por Paulo Pimenta

Os bombardeios israelenses ocorridos na última noite ocorreram após a morte de quatro soldados em um ataque no Sul de Israel e de outro no Sul de Gaza, informou o exército. Em três semanas de conflitos entre Israel e o Hamas, movimento islâmico que controla a Faixa de Gaza, a ofensiva israelense deixou cerca de 1.050 mortos – mais de três quartos, civis, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU) – além de cerca de 6.200 feridos na Faixa de Gaza.

*Com informações das agências Lusa e Telam

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum