Avatar de Arabizando

Arabizando

Arabizando é uma plataforma em língua portuguesa fundada em 2013 por Thomas Farran, especialista em História e Política Árabe Moderna, com o objetivo de reunir profissionais e instituições de todo o mundo para a divulgação da cultura árabe em geral, abrir espaço para a discussão política da região sob um olhar mais crítico e alternativo e se apresentar como um espaço para dar voz à causa palestina

  • A normalização de um crime: quando Duvivier, Bolsonaro, Wyllis e Crivella estão no mesmo campo

    Enquanto Israel coloniza a Palestina, cresce o apoio ao país entre personalidades e políticos brasileiros à esquerda e à direita Por Arturo Hartmann e Bruno Huberman Na semana passada, o parlamento israelense votou pela legalização do confisco de propriedades privadas palestinas por parte do Estado de Israel. Essa medida acarretou a regularização de 53 assentamentos judeus […]

  • A equação síria

    Por Thomas Farran   Em 2011, quando as manifestações começaram, as bandeiras levantadas eram as de justiça social, e o estopim para a disseminação dos protestos foi a violência do regime, simbolizada pelos acontecimentos de Daraa, mais especificamente o sequestro, tortura e assassinato do jovem Hamza al-Khatib, de 13 anos. Existe um motivo pelos protestos […]

  • Alepo e o Mercado do Intervencionismo Humanitário

    Por Thomas Farran   Aparentemente eu não fui o único a concluir o mesmo. Em um artigo investigativo publicado na semana passada, Max Blumenthal chega na raiz do que é uma campanha bem moldada e executada de relações públicas em forma de causa humanitária, o que até tem lhe rendido ameaças anônimas. O artigo tem […]

  • Bom jihadista, mau jihadista

    A mídia internacional, think tanks conservadores e lóbis em Washington há tempos reúnem esforços para nos dizer quem é bom e quem é mau no conflito sírio, no que já é um filme repetido.   Por Thomas Farran Na última segunda-feira (31) a BBC Brasil publicou, devidamente traduzida de seu site inglês, um artigo intitulado […]

  • Líbano, Líbano

    No próximo dia 25, completa um ano do impasse político libanês que impede a eleição de um presidente para o país. Em uma análise mais contextualizada vê-se que o vácuo político vivido, muito mais do que o resultado de um atual clima de instabilidade, é o fruto previsível de uma receita certa de políticas antigas […]

  • A Natureza Orwelliana da Guerra Saudita no Iêmen

    Por Ibrahim Halawi | Tradução: Thomas Farran Análise: Ambiguidade sobre objetivos e razões da campanha militar saudita contra rebeldes Houthi no Iêmen revela a confusão generalizada pela qual passa seu comando militar. Sanaa desfrutou de menos de uma hora de paz antes que se retomassem os ataques aéreos sob o nome de “Operação Restaurando a Esperança”. […]

  • O Filho do General

    por Thomas Farran Na última semana tive a oportunidade de participar da Semana Palestina realizada na cidade do Porto, em Portugal, e me sentar com o ativista a autor israelense Miko Peled para uma conversa sobre sua história, política, ativismo e o futuro. Miko nasceu em Jerusalém no ano de 1961, filho do general israelense […]

  • Quando não somos Charlie

    Por Thomas Farran Na última quarta-feira, um atentado contra a sede do semanário Charlie Hebdo teve lugar em Paris. Um crime bárbaro e injustificável, sem qualquer sombra de dúvidas. Mas, como sempre, na carona da tragédia também ganha espaço o oportunismo. De repente, e previsivelmente, a questão ficou resumida à intolerância de religiosos da fé […]

  • Yes, we bomb [2]

    Por Thomas FarramNessa última noite começou a campanha de bombardeios aéreos por parte da coalizão formada por Arábia Saudita, Emirados, Qatar, Bahrain, Jordânia e Israel, e liderada pelos Estados Unidos – isso é o que se tem passado por uma “liga moderada” na imprensa.Como entre os membros da coalizão fazem parte esses estados árabes, a […]

  • Santo ISIS!

    Já está disponível na Revista Fórum, o último artigo de Thomas Farran sobre o papel do ISIS na geopolítica do Oriente Médio.

  • Os 51 dias de terrorismo israelense em Gaza

    2,137 palestinos mortos, 577 crianças.90 famílias foram completamente exterminadas.11,100 palestinos feridos, 3,374 crianças – dessas crianças, cerca de 1,000 enfrentarão sequelas para o resto da vida.370,000 crianças passam por necessidades urgentes de apoio psicossocial.Desde o dia 8 de Julho, Israel usou mais de 20,000 toneladas de explosivos contra a população de Gaza, o equivalente a […]

  • Quando o Ocidente chora por colaboradores

    Não que que se deva louvar a pena de morte, mas as criticas às execuções de colaboradores de Israel em Gaza pelo Hamas, não passam de pura e simples hipocrisia na tentativa de divergir do real problema.  Por vários motivos: 1) Colaboração com o inimigo é traição, e traição é um crime capital segundo a […]

  • Gaza: a guerra em câmara lenta

    Por Maciel Santos* (29/7/2014) Aparentemente ninguém quer a guerra em Gaza, mas também ninguém quer que os bombardeamentos sionistas parem, pelo menos por enquanto.Já se sabe que a intoxicação mediática sobre a tragédia palestiniana, sempre presente nos media ocidentais, costuma ter os seus pontos altos durante as guerras periódicas do estado de Israel. A vergonha […]