Avatar de Ingrid Gerolimich

Ingrid Gerolimich

Socióloga, antropóloga, pesquisadora na área de políticas públicas pela UFRJ e fundadora do Instituto Motriz.

  • Mulheres amam demais e homens de menos? – Por Ingrid Gerolimich

    Enquanto a angústia masculina por excelência é a castração fálica, como não ter uma ereção ou possibilidade de não dar vazão às pulsões, para as mulheres a angústia está na expectativa do desejo do outro sobre ela, se ele a ama ou não

  • A América Latina vai ser toda feminista

    Leia na coluna de Ingrid Gerolimich: "Falar de feminismo na América latina é falar também da luta pela democracia e por uma nova ordem global que substitua o neoliberalismo por um sistema mais igualitário que não feminize e racialize a pobreza"

  • Por que precisamos de uma Revolução dos Afetos?

    Leia na coluna de Ingrid Gerolimich: "Contra o ódio não bastam somente argumentações baseadas na razão. Quem aqui já tentou argumentar com alguém cego pelo ódio? Conte como foi essa experiência, deu certo? Por isso é que se torna necessário trazer a discussão para o campo dos afetos, mostrando quais sentimentos nos aprisionam e quais nos libertam"

  • Vamos falar sobre sexo?

    Leia na coluna de Ingrid Gerolimich: "Casos como este que aconteceu com a menina do Espírito Santo não podem ser tratados como um fato isolado, mas como parte de uma cultura que vai continuar permitindo a violação dos corpos de outras inúmeras crianças caso nada seja feito para mudar esta realidade"

  • Corpos expostos no Instagram: Empoderamento ou objetificação?

    "O que talvez ainda não esteja evidente para a maioria das pessoas é que vivemos em uma sociedade que trata nossos corpos como mercadorias, nada além de produtos exibidos nas vitrines da mídia e agora expostos gratuitamente nas redes sociais"

  • E agora, cai?

    Ingrid Gerolimich destaca que a prisão de Queiroz tem o poder de provocar sérios danos à imagem de Bolsonaro e é o evento com maior capacidade de produzir uma crise que pode levar à sua derrocada

  • Tirem suas utopias do armário

    "O importante é entendermos que a mudança não virá de uma força maior que dita os rumos da economia com sua eterna 'mão invisível'"

  • Antes que seja tarde

    Precisamos despertar com toda a urgência o sentimento de que lutar pela Amazônia é uma tarefa de todos os povos, antes que seja tarde

  • Ma belle Agnès

    Nova colunista da Fórum, Ingrid Gerolimich escreve sobre a cineasta Agnès Varda, que morreu aos 90 anos, nesta quinta-feira, 28. "Nunca vou esquecer do dia em que conheci Agnès, numa aula do curso de documentário"