Avatar de Letícia Penteado

Letícia Penteado

Reflexões de uma mãe anarquista do século XXI.

  • Usuário ou traficante?

    Qual a diferença entre usuário e traficante? “A quantidade”, alguns responderiam. Só se for de melanina na pele. Segundo a “Nova lei de tóxicos”, a lei 11.343/2006, é usuário “quem adquirir, guardar, tiver em depósito, transportar ou trouxer consigo, para consumo pessoal, drogas sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar”. Está no […]

  • Orgulho

    Estou emocionada com as ocupações que estão ocorrendo nas escolas de São Paulo. Creio que não estou sozinha nesse sentimento. Muitas das ocupações têm um tom anarquista e anarquizante, revolucionário inclusive do ensino e da forma de aprender. Uma das postagens mostrava uma sala de aula reorganizada, com as carteiras em círculo, as pessoas livres […]

  • Educação ou opressão?

    Convido todes a lerem meu trabalho de conclusão do curso de pedagogia, “Educação ou Opressão? O Adultismo no Ensino de Crianças e Adolescentes”. Segue abaixo uma amostrinha; o trabalho completo pode ser baixado aqui. Peço desculpas por não ter tido coragem de observar a neutralidade de gênero no texto (que aqui mantive conforme o original) […]

  • Intolerância

    Vamos viajar um pouquinho. Um triângulo sai à procura de algum lugar onde se encaixar e encontra uma série de buracos. Ele experimenta entrar num. Por sorte, os buracos são triangulares e ele entra perfeitamente; seus três cantinhos são aconchegados sem dificuldade e ele fica lá, feliz. Logo chega um quadrado, também à procura de […]

  • A mãe e a depressão

    As pessoas que te conhecem te perguntam o que é que você tem. Porque está claro para elas que alguma coisa você tem. E isso antes mesmo de você saber que tinha alguma coisa. Ou querer saber. Querer reconhecer. Mas a nossa cara a gente só olha de manhã, no espelho, ou de relance, aqui […]

  • Perdi

    Quando eu era criança, eu costumava fantasiar com enterros; que pessoas queridas haviam morrido e eu estava lá, presenciando seus funerais. Eu chorava e chorava. Esse choro me trazia alívio e eu me sentia culpada por isso. Mas não conseguia parar. O que eu não tinha condições de saber, naquela época, era que isso não […]

  • Uma boneca quebrada

    Ninguém queria brincar com ela. Era suja. Estava quebrada. Desde quando? Quem sabe dizer? Quando a pegavam para brincar, era sem respeito, sem carinho, com desprezo. Puxavam seus membros, arrancavam seus cabelos, arranhavam seus olhos, rasgavam suas roupas, desfaziam suas costuras. E ela ia quebrando mais e mais, desbotando mais e mais, se desintegrando mais […]

  • O homem branco salvador

    O homem branco (e hétero e cis e sem deficiência e de classe média) revolucionário acha mesquinha a preocupação com o tratamento igualitário entre homens e mulheres. “Estou ocupado fazendo a revolução, amor, não posso me ocupar dessas tarefas menores!”, grita para a companheira que está na cozinha, lavando os pratos. “Quando derrubarmos o Estado […]

  • Gorda!

    Ensaiei escrever a respeito disso aqui no blog umas tantas vezes, mas em todas recuei, porque não queria passar a mensagem errada. Daí, li este excelente artigo da Clara Averbuck e tomei coragem. Eu fui criada para achar que minha função primordial na vida era ser bonita. Só que isso me criou um problema, afinal, […]

  • A amamentação imperfeita

    Já que estamos na Semana Mundial do Aleitamento Materno, me deu vontade de contar um pouco da minha história com a amamentação. Eu amamento há mais de quatro anos. Já amamentei de noite, de dia, em público, privado, grávida, uma criança só, duas crianças ao mesmo tempo, criança dormindo, criança fazendo mama-sutra. Ao amamentar, já […]

  • Ainda somos os mesmos e vivemos…

    Outro dia tive a infelicidade de perder o meu tempo com o péssimo “Uma Família em Apuros” (Parental Guidance, 2012), a despeito de já ter jurado que nunca mais assistiria um filme com o Billy Crystal. É que tinha a Marisa Tomei. E a Bette Midler. Não resisti. O filme gira em torno de caricaturar, […]

  • Quem será que limpa a casa da empregada?

    Este é um guest post de autoria da minha amiga Cris Matos. **** Nasci no dia 23 de julho de 1994 em João Pessoa-PB às 5h20 da manhã. Minha mãe vem de uma família muito pobre em uma cidade muito pequena da Paraíba. É uma mulher que não se declara negra, mas nunca foi lida […]

  • Guerreira coisa nenhuma

    Guerreira? Não. Você não vai aliviar a sua consciência pesada dando um tapinha nas minhas costas e me chamando de guerreira. Você não vai me comprar com esse elogio vazio, esse biscoitinho com que se premiam mulheres por se submeterem à exploração dos homens, como se fosse um calvário que nos enobrecesse o espírito e nos […]

  • (Que?) Mães no parquinho

      – É, fiquei triste demais. Não conseguia nem comer. – ela me disse, e seus olhos se encheram com as lágrimas de uma dor que já se arrasta há muitos anos. – É por isso que nunca mais peguei trabalho com bebê, só criança grande. Porque a gente se apega demais e sofre muito […]

  • Democracia? Será?

    “Vivemos numa democracia”, é o que dizem por aí. Discordo. As premissas básicas da democracia são a igualdade e a liberdade. Sem esses valores, não estamos falando de democracia, mas de uma fachada democrática oca, como um cenário de papel capenga diante da estrutura opressiva que o utiliza para se legitimar. Na democracia, a votação […]

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR