Avatar de Rodrigo Perez Oliveira

Rodrigo Perez Oliveira

Nasceu no Rio de Janeiro em 30/01/1986, é historiador, tendo se formado na educação pública das primeiras letras ao doutorado. Vivendo em Salvador desde 2017, onde atua como professor de Teoria da História na Universidade Federal da Bahia, o autor pesquisa a história do pensamento político brasileiro e os usos do passado no texto historiográfico e nas narrativas políticas, temas que foram explorados nos livros “As armas e as letras: a Guerra do Paraguai na memória oficial do Exército brasileiro”, publicado pela editora Multifoco em 2013, e “Conversas sobre o Brasil: ensaios de síntese histórica”, pela editora autografia em 2017.

  • O que é lugar de fala científico?

    Em sua coluna na Fórum, Rodrigo Perez diz que o conceito de lugar de fala foi "inadequadamente transformado em régua moral usada para qualificar e interditar determinadas falas, tomando como o critério o corpo daquele que está falando"

  • O primeiro efeito colateral da CoronaVac

    Leia na coluna de Rodrigo Perez: A CoronaVac, vacina que ainda nem existe, já apresentou seu primeiro efeito colateral: reaproximou Bolsonaro e bolsonarismo

  • Por que precisamos tanto de Ibis Pereira e Denice Santiago?

    Leia na coluna de Rodrigo Perez: Quando o PT e o PSOL trazem para o primeiro plano de seus projetos eleitorais em duas importantes capitais quadros egressos das PMS, o objetivo é exatamente mostrar que a esquerda tem, sim, um plano para a segurança pública, que não passa pela rejeição à polícia e tampouco pela leniência com criminosos

  • Golpe pra quê?

    Leia na coluna de Rodrigo Perez: "Jair Bolsonaro está dormindo mais tranquilo, assistindo à recuperação de sua popularidade e se sentindo cada vez mais confortável nos corredores do poder. A cadeira já não queima tanto"

  • Eduardo Paes, ACM Neto e o amor pelo poder

    Leia na coluna de Rodrigo Perez: "Carisma faceiro, malandreado, cheio das ousadias. Se existem carioquisse e soteropolitanisse como traços culturais, Eduardo Paes e ACM Neto as encarnam perfeitamente"

  • Sem ressentimento. Sem esquecimento

    Em sua coluna na Fórum, Rodrigo Perez analisa a votação do STF que impôs uma derrota a Moro e, consequentemente, uma vitória ao ex-presidente Lula; "Que assumam, mesmo que silenciosamente, sua responsabilidade nessa nossa tragédia geracional. Sem ressentimento. Mas também sem esquecimento"

  • A lulização de Bolsonaro?

    "Entre Lula e Bolsonaro, a comparação, se possível, se dá muito mais pelas diferenças do que pelas semelhanças. Mas de uns dias pra cá, parece que o próprio Bolsonaro vem se inspirando em Lula. Talvez ainda seja cedo para dizer que se trata de tendência, mas a novidade na crônica política é a aparente lulização de Bolsonaro"

  • Não é negacionismo científico. É pior

    "Nomear as coisas com os nomes que elas têm é, antes de tudo, ato político desestabilizador, como percebemos na reação histérica dos generais à entrevista de Gilmar Mendes"

  • Por que ainda insistimos em subestimar Bolsonaro?

    Leia na coluna de Rodrigo Perez Oliveira: “Bolsonaro talvez nem precise de golpe de Estado. É só ter paciência e ocupar as instituições por dentro, sempre legitimado pelas urnas”

  • Não é possível negociar com Bolsonaro!

    Leia na coluna de Rodrigo Perez: “Ou a democracia derruba Bolsonaro ou Bolsonaro derrubará a democracia, nem que seja aos poucos, ocupando por dentro as instituições da República”

  • O baixo clero no poder

    Leia na coluna de Rodrigo Perez Oliveira: “Seria irônico se Bolsonaro caísse por causa de Queiroz, bandido de baixo clero. Seria coerente também. São feitos do mesmo barro”

  • Quem dará o golpe no Brasil?

    Leia na coluna de Rodrigo Perez Oliveira: “Os generais da reserva, comandantes sem tropa, leões sem dentes, ameaçam a nação com um golpe, porque estão até o pescoço atolados no esgoto bolsonarista”