Avatar de Valerio Arcary

Valerio Arcary

É professor titular do IFSP. Doutor em história pela USP, estudou na Universidade de Paris e Lisboa entre 1974/78, participou da revolução portuguesa, voltou ao Brasil e se uniu à Convergência Socialista, esteve presente na reconstrução da UNE em Salvador em 1979, na fundação do PT em 1980 e da CUT em 1983, sendo secretário-geral da CUT/São Paulo entre 1985/86. Atuou na Apeoesp entre 1983/90, foi membro da Executiva Nacional do PT entre 1989/92, e foi presidente nacional do PSTU entre 1993/98 e, desde 2016 é membro da Coordenação Nacional do MAIS/PSOL. É autor de O martelo da história, entre outros livros.

  • Quatro notas sobre um debate

    Leia na coluna de Valerio Arcary: O primeiro debate demonstrou que existe uma possibilidade de levar Boulos ao segundo turno em São Paulo. Será muito difícil, exigirá muita inteligência tática e muita militância, mas é possível

  • A candidatura Boulos/Erundina

    Leia na coluna de Valerio Arcary: "Pela primeira vez, na mais importante cidade do país, a candidatura do PSol vê confirmado, nas primeiras pesquisas, que está na frente da candidatura do PT. A candidatura Boulos/Erundina parece cumprir um papel catalisador"

  • O sete de setembro da nossa infelicidade

    Leia na coluna de Valerio Arcary: "O Brasil, neste sete de setembro de 2020, está vivendo um retorno ao padrão de um país periférico especializado na exportação de alimentos e extração de minérios. Uma recolonização. Um país triste. Uma nação infeliz"

  • Contra o ultra-esquerdismo super-revolucionário

    Leia na coluna de Valerio Arcary: O esquerdismo foi criticado, desde as discussões “fundacionais” com os anarquistas na I Internacional, por apresentar ultimatos à massa dos trabalhadores, desprezando os seus estados de espírito ou a qualidade de sua organização

  • 1980/2020: Trotsky vive

    Valerio Arcary, em sua coluna, presta uma bela homenagem a Leon Trotsky, assassinado em 21 de agosto de 1940

  • 11 de agosto de 1992, o dia em que os estudantes fizeram história

    Leia na coluna de Valerio Arcary: "Foram a centelha que incendiou uma mobilização nacional que culminou, um mês depois, com Atos com centenas de milhares, e a renúncia do aventureiro que venceu as primeiras eleições para a presidência em 1989"

  • Trotsky, oitenta anos depois

    Leia na coluna de Valerio Arcary: "Oitenta anos depois, a história agigantou a estatura de Leon Trotsky. Celebramos a sua memória com respeito e admiração"

  • O tempo está a nosso favor?

    "Bolsonaro não ganha tempo indefinidamente. O atual impasse tem um 'prazo de validade'. Há um crise política de governo. A tendência é ela ficar mais grave mo médio prazo"

  • O impressionismo na esquerda: povofobia e povofilia

    Leia na coluna de Valerio Arcary: "Nem Bolsonaro tem forças para desafiar o cerco que os tribunais superiores estão armando, nem a oposição de esquerda, sem as ruas, tem forças para desafiar o seu mandato"

  • Ato de sexta é um abraço de urso para a esquerda

    Leia na coluna de Valerio Acary: "A disputa pela direção da oposição está em aberto. Se não houve derrota histórica a hipótese que devemos apostar é que a apatia política não vai prevalecer"

  • A Internacional

    Leia na coluna de Valerio Arcary: O internacionalismo é o coração estratégico do projeto da esquerda, para que a socialização da produção e distribuição da riqueza social seja possível