Leandro Fortes
LEANDRO FORTES Jornalista, professor e escritor. Trabalhou para o Jornal do Brasil, O Globo, Correio Braziliense, Estadão, Revista Época e Carta Capital. Autor de diversos livros, entre eles, "Cayman: o dossiê do medo" (Editora Record).
Adeus, Ciro, por Leandro Fortes

11/4/2020 | "Ciro Gomes é um homem inteligente e tem posições muito corajosas, sob diversos aspectos. Mas, há muito, se perdeu

A Besta está babando

20/12/2019 | Leandro Fortes: “A permanência desse sujeito na presidência da República deixou, faz tempo, de ser um exotismo político. Trata-se, agora, de um insulto civilizatório”

Brasil, colônia

30/9/2019 | O elogio de Mourão a bandeirantes e donatários, ele mesmo, um caboclo miscigenado de fortes traços indígenas, reflete a submissão doutrinária dos militares à narrativa histórica oficial

Os rebentos do capitão Bolsonaro, por Leandro Fortes

13/9/2019 | Eduardo tem, como os demais irmãos, deficiências mentais e psicológicas potencializadas, certamente, por uma criação disfuncional sob a batuta de um pai desesperadamente rude, para dizer o mínimo

Leandro Fortes: Moro na cadeia

9/9/2019 | Não fosse parte, hoje, de um governo de milicianos, Moro estaria foragido e em busca de uma rota de fuga para o exterior

Michelle, essa mulher, e a esquerda namastê, por Leandro Fortes

19/8/2019 | Passado o glamour da posse presidencial, a evangélica Michelle caiu em profundo silêncio obsequioso, mas por um motivo muito especial: a Receita Federal flagrou depósitos de cheques feitos na conta da primeira-dama pelo miliciano Fabrício Queiroz

Dudu on the table, por Leandro Fortes

13/7/2019 | Ter Eduardo Bolsonaro como embaixador será uma forma de manter o Brasil preso a uma coleira diplomática inédita, submetido à força e às vontades das corporações americanas em troca de afagos, bugingangas e bonés

A bomba

30/6/2019 | Leandro Fortes: “E vem uma manada de babacas, noves fora os mentecaptos do bolsonarismo, pedir uma bomba, porque ainda está fraco”

Laura Tessler é cúmplice

22/6/2019 | "O conluio que escanteou Laura foi mais do que somente uma ação incestuosa entre o juiz e o promotor, por si só, um crime passível de nulidade absoluta do processo contra Lula. Foi, também, machismo em estado puro"

Dallagnol piscou, por Leandro Fortes

20/6/2019 | A força tarefa apagou as mensagens dos grupos de Telegram. A ação não é apenas um atestado de culpa, mas, antes de tudo, CRIME de destruição de provas

Ver más noticias