#Fórumcast, o podcast da Fórum

#Luiz Roberto Alves

05 de novembro de 2019, 22h46

Diante da encenação farsesca, perdeu o povo brasileiro

Luiz Roberto Alves: “O historiador do futuro não terá por que rir a despeito de trabalhar sobre as farsas. Acabrunhado, anotará até onde um povo pode perder quando se ilude e denomina reforma o que é deformação do que de bom lhe trouxera sua constituição cidadã”


30 de outubro de 2019, 16h21

Sim, a revolução, sem chifres e fraudes

Luiz Roberto Alves: “Os encontros, os diálogos, as passeatas, as novas linguagens da liberdade e da paz, as marchas voltaram e ficarão, para o bem da América Latina. A despeito das línguas fraudulentas e dos discursos de bocas-sujas”


14 de outubro de 2019, 23h12

Ai de ti, Brasil, sem professor!

Luiz Roberto Alves: “Tamanha foi a armadilha posta contra ambos que a partir de certo momento um ficou reclamando do outro (“aluno não sabe nada”, “professor não sabe ensinar”) e a mediocridade social tornou invisível o bem-comum primeiro da democracia, a educação”


10 de outubro de 2019, 23h53

Fundamentos de Cidadania, hoje

Luiz Alves: “Creiamos que já estamos a viver o tempo do inédito combinado com o acúmulo de história e com o esperançamento de que não vencerá, nas palavras de Paulo Freire, ‘a malvadez neoliberal’”


06 de outubro de 2019, 09h15

Greta e a ad-miração do mundo; o Senado e seus símbolos; a pompa da falsa Democracia

Se os senadores pudessem ter clarividência, esperariam o fim do affaire em marcha nos EUA, pois Trump pode cair e o Eduardo só teria sentido lá como amigão da família Trump, como disseram ele e seu pai, o presidente. Há riscos reais de virada na política americana, não se esqueçam


24 de setembro de 2019, 23h41

Brasil, um país que se apequena. Até quando?

O discurso de Jair Messias na ONU é o exemplo maior do pais diminuído e amesquinhado pela grupo que domina o país


19 de setembro de 2019, 18h11

Paulo Freire, patrono do futuro da educação brasileira

Luiz Roberto Alves, em sua coluna na Fórum: "Hoje Paulo Freire faria 98 anos. Em sua imensa generosidade, a aura freireana daria algum desconto ao que ocorre pela ignorância e pela prisão da consciência nas relações brasilienses de poder"


17 de setembro de 2019, 22h44

O presidente na ONU: temas para um discurso verdadeiro

Bastará a ele alguma leitura de 2 ou 3 jornais, dados do IPEA, do INEP, do INPE e do IBGE. Se tiver fôlego, pode sugerir que lhe repassem resultados de pesquisas científicas, pois há milhões delas nas universidades públicas além do grafeno. Ato contínuo, seu discurso será, efetivamente, honesto, de fato bíblico.


11 de setembro de 2019, 12h12

Família e governo para não serem considerados

Luiz Roberto Alves: “Quando a sociedade organizada (oxalá muito em breve) crescer em consciência e volume de massa crítica verá que os dilemas postos serão inferiores a suas forças”


05 de setembro de 2019, 23h05

Direitos, soberania e suserania, hoje!

Luiz Roberto Alves: “O que irá dizer na ONU o senhor Jair Messias? Nada que possamos aceitar, porque ele está fundamentado num falso direito de dizer qualquer coisa que entender, como fez até agora, sem nosso referendo, permissão ou apoio”


30 de agosto de 2019, 16h34

O místico mito: há uma ditadura em nós

Luiz Roberto Alves questiona: “Que democracia é essa na qual parlamentares se vendem por emendas, isto é, constroem uma ponte ou uma escola em sua cidade pelo voto que pode fazer mal a milhões de conterrâneos?”


23 de agosto de 2019, 21h38

Jair Messias e seu grupo, entre o horror do ambiente e as mensagens de Euclides

Luiz Roberto Alves: “Carecemos de ler e reler Euclides, enquanto as elites e as massas mitificadas da sociedade injusta e desigual do Brasil, capitaneadas pelo turbo-capitalismo de tipos como Trump e Cia, se mantiverem no poder”


17 de agosto de 2019, 14h40

Não há vacina contra o ódio

Luiz Roberto Alves, em sua coluna na Fórum: "O governo da República em exercício nasceu do ódio e em seu nome o exerce"


09 de agosto de 2019, 12h21

Jair Messias, o Evangelho e os 30 milhões de evangélicos

Luiz Roberto Alves: “Ou o evangelismo nacional provoca mudanças no comportamento do presidente ou se agarra a ele como Frankenstein e afunda com ele”


04 de agosto de 2019, 18h39

A busca de precisão sobre o “Future-se” e suas conexões educacionais

Luiz Roberto Alves: “É de se esperar que nossos debates, desde os estritamente acadêmicos às audiências públicas do Congresso Nacional, tenham direção essencial, produzam documentos firmes e fortes”