Imprensa livre e independente
29 de maio de 2015, 19h54

Band terá de exibir campanha por ofender ateus

Por conta de comentários contra ateus feitos por José Luiz Datena no programa Brasil Urgente, a emissora fez um acordo com o MPF e terá que exibir 72 vezes uma campanha sobre liberdade religiosa; termo de ajustamento de conduta foi assinado neste mês

Por conta de comentários contra ateus feitos por José Luiz Datena no programa Brasil Urgente, a emissora fez um acordo com o MPF e terá que exibir 72 vezes uma campanha sobre liberdade religiosa; termo de ajustamento de conduta foi assinado neste mês Por Redação* A Rede Bandeirantes terá que exibir, a partir do mês que vem, um vídeo de uma campanha sobre liberdade religiosa no país, que reafirma a laicidade do Estado brasileiro. A medida foi fruto de um acordo feito com o Ministério Público Federal, por conta de uma ação movida pelo órgão contra a emissora por comentários...

Por conta de comentários contra ateus feitos por José Luiz Datena no programa Brasil Urgente, a emissora fez um acordo com o MPF e terá que exibir 72 vezes uma campanha sobre liberdade religiosa; termo de ajustamento de conduta foi assinado neste mês

Por Redação*

A Rede Bandeirantes terá que exibir, a partir do mês que vem, um vídeo de uma campanha sobre liberdade religiosa no país, que reafirma a laicidade do Estado brasileiro. A medida foi fruto de um acordo feito com o Ministério Público Federal, por conta de uma ação movida pelo órgão contra a emissora por comentários feitos pelo apresentador José Luiz Datena em 2010, durante o programa “Brasil Urgente”.

Na ocasião, Datena comentava uma reportagem sobre o fuzilamento de um jovem e associou o crime com a possibilidade do agressor ser ateu, defendendo a tese de que uma infração grave como aquela estaria relacionada com a “ausência de deus”.  “Porque o sujeito que é ateu, na minha modesta opinião, não tem limites, é por isso que a gente vê esses crimes aí”, afirmou. 

Mas não parou por aí. Ao longo de 50 minutos, o apresentador seguiu com o seu preconceito e chegou a culpabilizá-los por tudo o que acontece de errado no mundo. Até mesmo uma enquete, “você acredita em deus?”, foi colocada no ar para os telespectadores.

Veja também:  Órgão do MPF se manifesta contra ações de Dallagnol na Vaza Jato

“É por isso que o mundo está essa porcaria. Guerra, peste, fome e tudo mais, entendeu? São os caras do mal. Se bem que tem ateu que não é do mal, mas, é… o sujeito que não respeita os limites de Deus, é porque não sei, não respeita limite nenhum”, argumentou. 

Em 2013, então, o MPF entrou com a ação contra a emissora pois, de acordo com o órgão, descumpriu a Constituição. Como a Band trabalha com uma concessão pública, é obrigatório que mantenha os princípios de veicular conteúdo educativo, informativo e que mantenha o respeito aos valores éticos e sociais da pessoa.

O Termo de Ajustamento de Conduta que oficializa a pena para exibir o vídeo foi assinado neste mês.

Confira, abaixo, o vídeo da campanha que a Band terá que exibir e trechos dos comentários preconceituosos de Datena.

*Com informações da Carta Capital

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum