Imprensa livre e independente
13 de julho de 2019, 14h24

Bar do Omar, no Rio, anuncia vaga para chapeiro com experiência em diplomacia

O bar, tradicional reduto da esquerda carioca ganhou recentemente seis mil seguidores de um dia para o outro ao emitir uma nota onde está escrito: “um bar pode ter opinião político, um juiz não. Moro lesa-pátria”

O Bar do Omar, tradicional reduto da esquerda localizado no Centro do Rio de Janeiro, mandou mais uma na tarde desta sexta-feira (12), ironizando a declaração do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) de que já havia fritado hambúrgueres nos EUA e, por isso, merecia uma indicação para a embaixada daquele país. O bar anunciou, em sua conta do Twitter, uma vaga para “chapeiro com experiência em diplomacia”. [VAGA] Estamos contratando chapeiro com experiência em diplomacia. — Bar do Omar (@BardoOmar) 12 de julho de 2019 O Bar do Omar ganhou recentemente seis mil seguidores de um dia para o outro...

O Bar do Omar, tradicional reduto da esquerda localizado no Centro do Rio de Janeiro, mandou mais uma na tarde desta sexta-feira (12), ironizando a declaração do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) de que já havia fritado hambúrgueres nos EUA e, por isso, merecia uma indicação para a embaixada daquele país.

O bar anunciou, em sua conta do Twitter, uma vaga para “chapeiro com experiência em diplomacia”.

O Bar do Omar ganhou recentemente seis mil seguidores de um dia para o outro ao emitir uma nota a um cliente criticando o ex-juiz e ministro da Justiça, Sérgio Moro. Na nota está escrito: “um bar pode ter opinião político, um juiz não. Moro lesa-pátria”.

 

Veja também:  Capa de Veja permite narrativa para um novo AI-5

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum