Blog do Rovai

10 de junho de 2016, 22h59

Temer vai habitar a escuridão, são as luzes da democracia que dizem….

O que está acontecendo é de dar medo, mas não aos que têm coragem. Temer treme.

Não se pode imaginar que se constrói a democracia apenas nas negociações de gabinetes.

Democracia se faz na luta, no pau democrático.

Conquistando em cada centímetro, cada fresta, cada espaço vazio o melhor lugar.

Temer tremeu.

Temer sabe que é um sujeito (vice) decorativo sem voto.

Um cara que não consegue uma quadra pequena dos Jardins (Paulista, América etc) em sua defesa.

Temer não representa nem uma escadaria da Fiesp, nem uma sala blindada da Febraban.

Porque a vida do mundo real é muito mais dura do que um enredo de minissérie do Netflix.

O Brasil precisa de uma chuva de democracia. E que não passa pelo golpismo de gabinete.

As ruas frias deste 10 de junho de hoje mostraram isso.

É isso é só o começo.

Elas são apenas o ensaio da resistência.

O que está acontecendo é de dar medo, mas não aos que têm coragem.

Temer treme.

E do lado dos que querem qualquer coisa, menos o golpe, não se pode ter medo.

Veja também:  Tabata Amaral e a praga da política “nem-nem”

O momento é de ir para os desafios.

O tal pau democrático, onde é necessário se colocar em linha e encarar as demandas, as contradições, as diferenças todas.

E nesta hora, linda (anotem, ela é linda) brotam as surpresas, as esperanças.

Aparecem as mulheres, os LGBTS, os negros, os jovens, os pobres e todos aqueles que são tratados com pequenez pela democracia imperfeita que vivemos.

Essa democracia precisa ser superada. E pode ir muito além.

E é na coragem dessa gente muito mais bonita do que a nossa tal democracia que vamos avançar.

Dilma, com seus defeitos (mas também qualidades muitas), tem tido a coragem de enfrentar o sistema.

E isso ainda pode nos fazer não descer as profundezas de uma insensatez.

É possível ver uma luz no fim deste túnel escuro construído por Temer onde ele vai habitar.

Temer vai termina na escuridão.

Anotem.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum