Blog do Rovai

17 de março de 2016, 00h31

Grampo: Antes de telefone de Lula ser atendido pode-se ouvir conversa no gabinete de Dilma

Escute com atenção ao áudio divulgado pelo Cynara. Atente para o fato de que antes de a secretaria de Dilma ligar, a conversa já pode ser ouvida.

Essa matéria escrita na madrugada de ontem pode conter um erro e por isso este alerta introdutório. Várias pessoas me enviaram mensagens na madrugada alertando para o fato e por isso editei o texto.

Como é possível ouvir a discagem do fone da secretária de Dilma, supus que o telefone dela era o grampeado. E não o de Lula. Isso pode não ser verdade, me alertam aqueles que dominam mais de técnicas de grampo do que este blogueiro, que nunca grampeou ninguém. Eles me informam que só a discagem para um número já dispara a gravação. 

Este blogueiro não tem compromisso com o erro. Se errou corrige e pede desculpas. Ainda quero esperar um pouco mais para fazê-lo, porém. Porque depois de tudo que já foi feito neste caso, continuo considerando aquela gravação muito estranha. E acho que vale a pena que você a ouça enquanto a gente vai apurando melhor essa história.  (Edição do texto feita às 7h30 da manhã.)

 

É muito tarde para eu baixar o áudio aqui e os méritos são todos da minha amiga Cynara Menezes.

Veja também:  Vaza Jato: Em nota, Moro nega ter liberado dinheiro para Dallagnol fazer vídeo publicitário

Ela acaba de divulgar no seu blogue, Socialista Morena, o grampo da PF que levou ao vazamento da conversa entre Lula e Dilma.

Fica claro que se ouve o momento antes da ligação para o telefone do segurança de Lula que, segundo a PF, era o que estava grampeado.

Escute com atenção ao áudio divulgado pelo Cynara do dia em que o Lula foi interrogado.

Moro não pode autorizar grampo de Dilma em hipótese alguma. Ela tem foro privilegiado. Se isso aconteceu ele incorreu em grave crime. Ao mesmo tempo ampla maioria dos juristas que ouvi de ontem para hoje cedo consideram que ele não poderia sequer ter divulgado o áudio porque ele envolvia a presidenta. Ele teria de ter enviado o seu conteúdo ao Supremo Tribunal Federal.

O áudio na íntegra pode ser ouvido ouça aqui.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum