Blog do Rovai

18 de setembro de 2018, 22h29

Nos votos válidos do Ibope, Bolsonaro tem 35,5% e Haddad 24%

A pesquisa de hoje do Ibope foi apresentada pelo Instituto e pela Globo com dados dos votos votais. É assim que se costuma fazer em todas as pesquisas. Mas é importante verificar que do total de votos, 7% disseram que estão em dúvida e 14% afirmam que votarão em nulo ou branco. Ou seja, a base 100 na verdade é 79, porque 21% estão fora da conta.

Quando as urnas forem abertas, se esses votos não vierem a mudar eles serão descartados inclusive para a definição de se vai ou não haver segundo turno. Se um candidato tiver 50% mais 1 dos votos válidos ele leva sem necessidade de outro turno.

Por este motivo, o blogue resolveu fazer contas usando a velha regra de três e chegou nesses números. Em votos válidos:

Bolsonaro: 35,5%

Haddad:  24%

Ciro Gomes: 14%

Alckmin: 8,5%

Marina: 7,5%

Alvaro Dias: 2,5%

Amôedo: 2,5%

Meirelles: 2,5%

Daciolo: 1%

Outros: 2%

Os números deixam claro que a diferença ainda é grande para que haja definição em primeiro turno, como alguns analistas estão avaliando. A opinião deste blogue é que Bolsonaro bateu no seu teto e não deve passar disso.

Veja também:  Capa da Veja pode ser prenúncio de um AI-5 da era Bolsonaro

A grande novidade é o crescimento de Haddad. Ele ainda tem muito espaço para buscar votos que tradicionalmente são petistas. Nesta pesquisa Ibope, por exemplo, bateu em 31% no Nordeste. Mas  não será surpreendente se ainda vier a dobrar esta votação por lá, chegando perto de 60%.

Na eleição passada Dilma teve 41,5% no primeiro turno. O blogue avalia que este é o teto de Haddad, mas ao mesmo tempo seu piso não é muito distante deste. Algo próximo a 35% dos votos válidos.

O que parece estar pintando é Bolsonaro e Haddad embolados no primeiro lugar. O que projeta um segundo turno duro entre o bloco democrático e o fascismo.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum