Blog do Rovai

06 de agosto de 2018, 00h08

PT e PCdoB fecham coligação em apoio a chapa Lula e Haddad

Durante todo o domingo aconteceram muitas reuniões, primeiro para fechar o nome de Haddad e depois para convencer o PCdoB a integrar a chapa. 

Depois de uma longa negociação o PCdoB aceitou fazer parte da coligação em apoio a Lula, presidente e Fernando Haddad para vice.

O partido queria que sua candidata, Manuela D´Avila, assumisse desde já a condição de vice, mas o PT aceitava lhe entregar este posto somente se Lula viesse a ser impedido de disputar as eleições. Com Haddad de vice, fica claro que se isso vier a acontecer ele é o candidato da coligação à presidência da República. E neste caso, Manuela seria a vice.

Durante todo o domingo aconteceram muitas reuniões, primeiro para fechar o nome de Haddad e depois para convencer o PCdoB a integrar a chapa.

Com essa coligação formal, a chapa Lula e Haddad terá menos tempo de TV apenas do que a coligação que sustenta  Geraldo Alckmin e Ana Amélia.

Ciro Gomes acabou ficando isolado numa chapa pura como Katia Abreu.

O PT além do PCdoB terá o apoio do Pros e do PCO.

O acordo foi fechado no último minuto do domingo. O prazo final para fechar as atas das convenções era à meia noite.

Veja também:  Julgamento de HC de Lula no STF pode ser adiado para agosto

Se Lula vier a ser impedido, a chapa Haddad e Manuela será uma completa renovação nas candidaturas progressistas.

O PT, porém, ainda usará todos os recursos jurídicos para mantê-lo na cabeça de chapa. E agora com Haddad oficializado como vice, será ele que vai representar a chapa em debates e eventos.

O PT espera com isso torná-lo mais popular para poder assumir a cabeça de chapa se necessário.

Foi um longo domigo.

Amanhã no Fórum Onze e Meia, no Canal do Youtube da Fórum, darei todos os bastidores desta intensa negociação.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum