Blog do Rovai

04 de fevereiro de 2019, 06h44

Blog do Rovai – E brumadinho já não é mais notícia…

O martírio dessas vidas não será cobrado porque interessa privatizar a Petrobrás, a previdência, o BB, a Caixa, os Correios e as universidades públicas

(Reprodução)

Um dos maiores crimes ambientais do mundo está sendo naturalizado como algo normal, da vida. Como se as aproximadamente 400 vidas que se foram, como se os familiares que as choram, como se a natureza que se despede dos seus habitats em rios e montes não valesse mais do que os interesses do mercado.

Os heróis do MP que deveriam estar berrando no twitter contra a Vale, preferiram transformar todos os problemas do país no voto secreto do Senado.

Só no Senado, porque na Câmara pode ser secreto.

E o Brasil vai sendo “passado a limpo” com centenas de pessoas engolidas pela lama tóxica da ganância.

Os jornalões esquecem de Brumadinho, como esqueceram de Mariana.

Canalhas, canalhas, canalhas.

O martírio dessas vidas não será cobrado porque interessa privatizar a Petrobrás, a previdência, o BB, a Caixa, os Correios e as universidades públicas.

Não há indignação e nem choro por Brumadinho. Não se convocam manifestações de rua. Nem há gritos dos hipócritas indignados das rádios e TVs.

Veja também:  Parlamentares pedem que Câmara vote pedido de exoneração de Moro

A lama tóxica não é só da Vale. É também do arranjo financeiro midiático que não nos faz chorar por mais este trágico crime.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum