Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

22 de maio de 2019, 16h03

Comissão pode investigar gasto de R$ 7 milhões com Memorial da Anistia brasileiro

Damares Alves afirma que a compra de um HD externo com imagens, documentos e filmes teria custado R$ 7 milhões. Deputados da oposição defenderam criação do museu sobre a memória política

Foto: Divulgação

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) da Câmara dos Deputados pode investigar a compra de um HD externo no valor de R$ 7 milhões para a Comissão de Anistia do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Convidada para explicar a compra, a ministra Damares Alves disse nesta quarta-feira (22) que ela foi feita por governos anteriores para compor o catálogo do Memorial da Anistia Política do Brasil, uma obra parada em Belo Horizonte (MG).

Trata-se da construção, da reforma de edifícios e da produção de conteúdo para preservação da memória política dos períodos de repressão no Brasil. Orçada inicialmente em R$ 5,15 milhões, em 2009, a obra estava valendo R$ 28,8 milhões em 2018.

Para o deputado Jorge Solla (PT-BA), no entanto, o valor não diz respeito apenas ao hardware, mas ao serviço contratado de catalogação e documentação. “É um serviço árduo e tem um valor de patrimônio histórico importantíssimo”, defendeu.

Segundo a ministra, o conteúdo do HD inclui imagens, documentos sonoros e filmes escaneados, entre outros itens. Entre as fotos, ela exibiu na audiência imagens de personalidades de esquerda e artistas.

“A maioria das imagens foi colhida no Arquivo Nacional ou mesmo nas redes de pesquisa da internet. Nós consideramos que aquele conteúdo não vale R$ 7 milhões”, afirmou.

O deputado Padre João (PT-MG), por sua vez, disse entender o memorial como a materialização de uma história de lutas. “Montar um museu é uma coisa, depois tem que equipar. Há uma série de questões que a gente tem que levar em conta. Em vez de falar só de valores, a gente tem que especificar”, defendeu.

Com informações da Agência Câmara


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum