Deputados do PSL ficam perdidos com regras da Câmara e esquecem até do registro de ponto

Durante votações de projetos e medidas provisórias, o quórum demorou a subir porque eles não entendiam o porque a orientação do partido às vezes era pra votar "Sim" e outras "Não"

Alguns deputados do PSL estão com dificuldade de se adaptar às regras regimentais da Câmara. Como a maioria é novata e inexperiente ao dia a dia de Brasília, nesta semana, durante as votações de projetos e medidas provisórias, o quórum das votações demorou a subir porque eles não entendiam o porquê que a orientação do partido às vezes era pra votar “Sim” e outras “Não”.

Alguns congressistas estão com dificuldade de entender a dinâmica da votação ou mesmo como enfrentar um kit obstrução pesado da oposição em tempo que a Reforma da Previdência se avizinha.

Um dos problemas identificados foi que eles não sabiam diferenciar requerimento de retirada de pauta de projeto de lei. No meio da confusão alguns se recusavam a votar contra requerimentos da oposição porque não conseguiam entender.

Nos grupos de WhatsApp do partido, isso ficou claro. Nesta quarta o PSL teve que chamar uma reunião urgente, no plenário 1, para explicar essa dinâmica a assessores e ensinar os deputados novatos até mesmo a obrigatoriedade do registro de ponto eletrônico.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Avatar de George Marques

George Marques

Jornalista e Relações Públicas pela Faculdade JK de Brasília. É também especialista em comunicação pública e comunicação política no legislativo, tendo já sido indicado ao Prêmio Comunique-se de Jornalismo Político. Já trabalhou na cobertura de política para o site The Intercept Brasil e Metrópoles. É colunista da Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR