sábado, 26 set 2020
Publicidade

Desorganização da base aliada no Congresso preocupa Planalto

A desorganização da base aliada do governo de Jair Bolsonaro no Congresso Nacional preocupa aliados próximos do presidente. Na primeira semana de trabalhos no legislativo os resultados não são nada animadores:

  1. O líder do governo na Câmara, major Vitor Hugo (PSL-GO), sofreu nesta semana boicote de deputados da base. Hugo tentou reunir líderes para estreitar laços, mas poucos atenderam ao pedido de reunião. A artilharia parte principalmente do DEM e PRB, que estão na linha de frente para destroná-lo do cargo;
  2. A insistência na pauta de costumes é outro motivo de dor de cabeça. Esta semana repercutiu mal entre alas do governo projeto do deputado Márcio Labre (PSL-RJ) para proibir a pílula do dia seguinte a mulheres. Por mais que o deputado tenha tirado o projeto de pauta após repercussão, o estrago já foi feito e escancarou, mais uma vez, a capacidade do partido do presidente em causar embaraços.

Em tempo: a escolha para líder do Governo é uma decisão única do presidente da República, logo, uma derrota de Hugo é também uma derrota direta de Jair Bolsonaro, que não soube escalar alguém com desenvoltura para liderar sua tropa de choque no Congresso.

George Marques
George Marques
Jornalista e Relações Públicas pela Faculdade JK de Brasília. É também especialista em comunicação pública e comunicação política no legislativo, tendo já sido indicado ao Prêmio Comunique-se de Jornalismo Político. Já trabalhou na cobertura de política para o site The Intercept Brasil e Metrópoles. É colunista da Fórum.