Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

Fórumcast, o podcast da Fórum
17 de abril de 2019, 12h49

Em nova derrota do governo e sem acordo para votação, CCJ adia votação do relatório da Previdência

Relator da Previdência pediu adiamento da votação para alterar pontos do relatório; votação ficou para terça-feira da semana que vem

Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Em mais um sinal de falta de articulação política por parte da gestão de Jair Bolsonaro (PSL), o relatório da Reforma da Previdência, que seria votado nesta quarta-feira (17) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), foi adiado para a próxima terça (23). O relator, deputado Marcelo Freitas (PSL-MG), pediu o adiamento para poder fazer alterações no parecer.

Nos bastidores o governo percebeu o movimento do Centrão e da Oposição para, unidos, derrotar o relatório de Freitas caso as alterações na desconstitucionalização da Previdência, BPC, aposentadoria rural e capitalização não fossem atendidas.

O impacto dessa decisão é imediato na Bolsa de Valores, com queda de 0,49% e alta do dólar, cotado a R$ 3,94.

Para o governo Bolsonaro é uma derrota gigante no estágio que deveria ser o mais fácil para a reforma, tendo em vista que a CCJ analisaria apenas se as alterações são constitucionais ou não.

Com isso aumenta a probabilidade de que o texto seja ainda mais desidratado adiante. A economia buscada pelo ministro Paulo Guedes, de R$ 1 tri em 10 anos, fica bem distante.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum