Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

Fórumcast, o podcast da Fórum
03 de abril de 2019, 13h55

Em teste de fogo, Paulo Guedes vai à CCJ para debater reforma da Previdência

Ministro da Economia desistiu de ir na última terça (26) à comissão em razão do adiamento da escolha do relator. Segundo o presidente da Comissão, encontro deve ser longo, mas proveitoso

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Em meio a um clima de desconfiança do mercado sobre a capacidade do governo do presidente Jair Bolsonaro de aprovar reformas, o ministro da Economia, Paulo Guedes, participa na tarde desta quarta-feira (3) de debate na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania) da Câmara dos Deputados sobre a proposta que modifica o sistema de previdência social brasileiro (PEC 6/19).

A expectativa é de sessão longa, já que mais de 90 parlamentares já se escreveram para questionar o ministro. A audiência com o ministro estava marcada para 26 de março, mas Guedes cancelou a ida, alegando que preferiria comparecer depois que a comissão escolhesse o relator da proposta.
Os parlamentares querem que Guedes esclareça pontos da reforma dos trabalhadores civis, a alteração do regime previdenciário dos militares e a reestruturação da carreira das Forças Armadas.

A CCJ analisa basicamente se a proposta de emenda constitucional fere alguma cláusula pétrea da Constituição, como direitos e garantias individuais, por exemplo. Se a PEC for admitida na comissão, o presidente da Câmara irá designar uma comissão especial para analisar o mérito da reforma.

Líderes partidários acertaram que a proposta de retirar do texto da reforma da Previdência as mudanças nas regras do Benefício de Prestação Continuada (BPC), da aposentadoria rural e a desconstitucionalização (com rebaixamento para lei complementar) das regras previdenciárias deve ser discutida apenas na comissão especial que vai analisar o mérito da proposta.
Com base no acordo caberá apenas à CCJ definição se a proposta é constitucional ou não.
Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum