Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

08 de agosto de 2019, 15h45

Moro e Weintraub acionam Força Nacional contra protestos de estudantes

Manifestações estão marcadas para 13 de agosto, em todo o país, contra os cortes no orçamento e o programa Future-se

Foto: reprodução

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, publicou nesta quinta-feira (8) portaria autorizando a atuação da Força Nacional contra os protestos de estudantes previstos para a próxima terça-feira (13), em todo o país e que devem ocupar a Esplanada dos Ministério, em Brasília.

A portaria 686, publicada hoje no Diário Oficial da União, prevê que os agentes poderão agir “em caráter episódico e planejado, nos dias 7, 12 e 13 de agosto de 2019”, a pedido do Ministério da Educação (MEC).

Inicialmente, o documento estabelece ação na Esplanada, mas pode ser estendida aos campi das universidades federais em qualquer cidade.

A manifestação de 13 de agosto será a terceira mobilização de protestos de estudantes em nível nacional contra os cortes no orçamento da educação. O corte de 30% dos recursos para as universidades e institutos federais foi divulgado pelo MEC em abril. Para a União Nacional dos Estudantes (UNE), a medida demonstra falta de compromisso do governo Bolsonaro com a educação brasileira.

Nesta quinta a hashtag #Dia13éRua aparece entre os assuntos mais comentados no Twitter.

Recursos bloqueados

O MEC (Ministério da Educação) bloqueou nessa quarta R$ 349 milhões do orçamento que seriam destinados a “produção, aquisição e distribuição de livros e materiais didáticos e pedagógicos para a educação básica”, conforme divulgou a ONG Contas Abertas com base nas informações do Siafi (Sistema Integrado de administração financeira).

Esse novo corte impacta diretamente a educação básica. No dia 30 de julho, o governo federal anunciou um contingenciamento de R$ 1,44 bilhão. O ministério mais atingido foi o da Cidadania, que teve mais R$ 619,166 milhões congelados. E o segundo minstério mais atingido foi o MEC, com um corte de R$ 348,471 milhões contingenciado. Exatamente o valor bloqueado para a produção, aquisição e distribuição de livros.

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum