Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
27 de março de 2019, 13h25

“Não considero 64 um golpe, mas um movimento para que o país não se tornasse uma ditadura”, diz Ernesto Araújo

Ministro das Relações Exteriores não respondeu se considera o período de 1965 a 85 como democrático

Ernesto Araújo, Ministro de Relações Exteriores (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Questionado pelo deputado Glauber Braga (PSOL-RJ) qual sua opinião sobre 1964, o Ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, respondeu à Comissão de Relações Exteriores da Câmara que não considera o movimento um golpe.

“Não considero 64 um golpe, mas um movimento necessário para que o país não se tornasse uma ditadura”, afirmou ao deputado o ministro das Relações Exteriores do Brasil.

Glauber perguntou ainda ao ministro se o período de 1965 a 1985 foi democrático. Araújo não respondeu.

Nesta semana, o presidente Jair Bolsonaro orientou quartéis a celebrarem o “aniversário” do golpe militar de 1964. 

A cada dia fica mais clara a postura ideológica do governo Bolsonaro para tentar rescrever a história sobre sua própria ótica ideológica e bem distante dos fatos.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum