Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

Fórumcast, o podcast da Fórum
28 de março de 2019, 18h14

Novato e de primeiro mandato, deputado do PSL é escolhido relator da Previdência

Deputado de primeiro mandato pelo PSL, Marcelo Freitas foi anunciado pelo presidente da CCJ após reunião com Onyx Lorenzoni. Ele é delegado da PF e pós-graduado em direito processual

Foto: Najara Araujo/Câmara dos Deputados

Quase quarenta dias após o presidente Jair Bolsonaro (PSL) apresentar à Câmara dos Deputados o texto de proposta para reforma nas aposentadorias, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, deputado Felipe Francischini (PSL-PR), informou na tarde desta quinta-feira (28) que o relator da proposta (PEC 6/19) será o deputado Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG).

Marcelo Freitas tem 43 anos e exerce seu primeiro mandato na Câmara. Ele foi eleito com 58,1 mil votos. Freitas é delegado da Polícia Federal e, de acordo com o site da Câmara, tem pós-graduação em direito processual, pela Universidade Estadual de Montes Claros.

Nos últimos dias, o governo tem lidado com uma crise motivada pela dificuldade na articulação com a base aliada para a votação da reforma. A discussão tem dificultado a relação entre Câmara e Palácio do Planalto e atrapalha o avanço da reforma da PEC no Congresso.

Tramitação

A CCJ é responsável por analisar a admissibilidade do texto, primeiro passo da tramitação da matéria na Câmara. No início desta semana o ministro da Economia, Paulo Guedes, que compareceria à CCJ para explicar o texto, cancelou participação em cima da hora por causa da ausência do nome do relator.

Na quarta-feira (3), há a promessa que Paulo Guedes comparecerá; na quinta-feira (4), a PEC será discutida em audiência pública com juristas. Na segunda semana de abril, ocorrerá a leitura do parecer. Franciscini prometeu que pretende votar a reforma da Previdência na comissão em 17 de abril.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum