Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

Fórumcast, o podcast da Fórum
25 de setembro de 2019, 14h47

Privatizações do Serpro e Dataprev serão tema de audiência na Câmara

Atualmente, a Dataprev armazena dados de 35 milhões de brasileiros e o Serpro, é detentor de dados como imposto de renda e vida fiscal de cidadãos e empresas

Foto: Richard Silva

As privatizações do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev) serão tema de audiência pública na Câmara dos Deputados. O evento, com data a ser definida, deverá debater as consequências e os impactos da desestatização das duas empresas junto a diretores e representantes dos quase 13 mil servidores que hoje atuam nos dois órgãos.

Bandeira defendida pelo Governo de Jair Bolsonaro (PSL), a venda das 138 companhias públicas brasileiras tem preocupado congressistas.

Atualmente, a Dataprev armazena dados de 35 milhões de brasileiros e o Serpro, é detentor de dados como imposto de renda e vida fiscal de cidadãos e empresas, como CPF e CNPJ, além de informações como passaporte, Carteira Nacional de Habilitação, dados de importação e exportação, controle portuário, repasses federais, entre outros serviços.

Autor do requerimento, o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB-MA), destacou a relevância dos serviços fornecidos nas áreas de tecnologias digitais, incluindo a de formação de bancos de dados dos brasileiros.

“Estas são duas instituições importantes para o país, com dimensões estratégicas para o Brasil. Precisamos ter conhecimento pleno sobre este processo, tanto do ponto de vista do impacto para os servidores quanto para a comunidade brasileira”, afirmou.

Usando os baixos índices de produtividade e eficiência das empresas apontado por um relatório formulado em 2018 pelo Tribunal de Contas da União (TCU), Vinicius Poit (Novo-SP) adiantou que deverá fazer uso dos dados para pedir o acompanhamento do debate.

Já Luiza Erundina (PSOL-SP) criticou o não envolvimento do Congresso Nacional na pauta estabelecida pelo Governo Federal.

“Esse programa de privatização não passou pelo Congresso e tem sido feito de forma pouco ou nada transparente. A realização desta audiência faz todo o sentido, para que se possa atenuar o prejuízo e a falta de democracia que este programa vem impondo ao patrimônio nacional”, apontou.

Audiência deve contar com as presenças do Presidente do Serpro, Caio Mario Paes de Andrade; da Presidente e ex-presidente da Dataprev, Christiane Almeida Edington e Rodrigo Assumpção, respectivamente; da Diretora da Fenadados, Telma Maria de Castro Dantas; da diretora coordenadora do SINDPPD-RS, Vera Justino Guasso; e do representante Associação Nacional dos Empregados da Dataprev, José Claudio Siqueira.

Primeiras vendas

O Programa de desestatização conduzido pelo Ministro da Economia, Paulo Guedes, prevê que as primeiras estatais a serem vendidas serão aquelas que dependem de repasses e que consomem R$ 15 bilhões por ano, entre elas, as duas maiores empresas estatais de TI do país: o Serpro e a Dataprev.

No último dia 18 de setembro foi dado o primeiro passo neste processo, a partir da publicação de uma Resolução da Casa Civil da Presidência da República, que tratava da qualificação do Serpro para estudos de alternativas de desestatização, que seria a venda ou a abertura do capital da estatal. O tema aguarda a deliberação do presidente Jair Bolsonaro.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum