Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
10 de julho de 2019, 15h11

Vídeo: Na Câmara, polícia usa spray de pimenta em ato contra a reforma da Previdência

Um grupo de deputados foi até o local em solidariedade aos manifestantes da frente Povo Sem Medo, que gritavam palavras de ordem contra a reforma da Previdência proposta por Jair Bolsonaro e Paulo Guedes

Polícia legislativa reprime manifestantes em ato contra reforma da Previdência (Foto: George Marques)

A polícia legislativa reprimiu com spray de pimenta um grupo de manifestantes ligados a movimentos sociais que protestavam contra a reforma da Previdência na entrada da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (10).

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Um grupo de deputados foi até o local em solidariedade aos manifestantes da frente Povo Sem Medo, que gritavam palavras de ordem contra a reforma proposta por Jair Bolsonaro e Paulo Guedes, ministro da Economia. A polícia impediu a entrada das pessoas até o plenário da Câmara, onde está sendo realizada a sessão para votação da proposta.

Um ação enviada pelo deputado federal Ivan Valente (PSOL-SP) ao STF (Supremo Tribunal Federal) busca impedir que a Câmara dos Deputados vote ainda nesta quarta-feira (10) o projeto de reforma da Previdência e a execução de emendas parlamentares que o governo ofereceu aos deputados que votarem a favor da proposta.

Segundo Valente, o governo federal tomou medidas ilícitas” para conformar uma maioria favorável à reforma, em alusão às emendas prometidas pelos líderes do governo aos deputados indecisos.

Após liberar mais de R$ 2,5 bi e prometer outros R$ 5,6 bi para comprar votos de deputado, Bolsonaro se justificou no Twitter, dizendo que “hoje, o parlamento está mais que consciente de sua responsabilidade”.

“No passado, como todos sabem, os métodos eram outros. Hoje, o parlamento está mais que consciente de sua responsabilidade, do que devem ou não aprovar ou aperfeiçoar, sempre focado no bem estar de todos”, tuitou, ao comentar a repetição dos mesmos métodos sobre o que considera “a velha política”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum