sábado, 24 out 2020
Publicidade

A quarentena/Estica e ameaça/Meu estoque de cachaça

Em seu blog, Mouzar Benedito traz uma nova safra de "kaikais", suas imitações de haicais; confira

A quarentena

Estica e ameaça

Meu estoque de cachaça.

***

Nero tropical

Queima a Amazônia

E o Pantanal.

***

Pensar é motivo

Para levar murro:

A moda é ser burro.

***

A corte tinha um bobo.

Agora tem muitos.

E nenhum é probo.

***

Discurso na ONU:

Era para ser ético,

Foi patético!

***

Não tenha saudade:

Neste tempo tenebroso

É um perigo ser saudoso.

***

Cristofobia:

Você inventa

E denuncia!

***

Guedes, Guedes…

De tão submisso,

Já-já fedes.

***

Economista de mão cheia!

Economiza muito

A renda alheia.

***

A favor da morte,

O tirano daqui

Quer reeleição no Norte.

***

O tranqueira conseguiu:

O mundo inteiro

Ridiculariza o Brasil!

***

Mente escravizada…

Aceita a escravidão

E briga com quem não…

***

Rumo ao matadouro

O gado segue

Mugindo alegre.

***

Felicidade!

Mas onde existe

Feliz cidade?

***

Pouco riso

Nem sempre

É muito siso.

***

Cuide da memória!

Mentiroso não pode errar

Ao recontar a mesma estória.

***

Pessoas burras e pentelhas

Querem nossa bandeira

Com listras brancas e vermelhas.

***

Eleição, quem diria,

Já foi chamada de festa

Da democracia

***

Mouzar Benedito
Mouzar Benedito
Mineiro de Nova Resende, é geógrafo, jornalista e também sócio fundador da Sociedade dos Observadores de Saci (Sosaci).