Blog do Mouzar

Fórumcast, o podcast da Fórum
20 de abril de 2019, 08h46

Desaforismos (aforismos desaforados)

Blog do Mouzar publica uns “desaforismos”, válidos para os novos tempos. Muitos não são de agora: foram publicados há tempos

Foto: Agência Brasil

Publiquei aqui, recentemente, uns “pós-conceitos” válidos para os tempos atuais. Agora publico uns “desaforismos”, também válidos para os novos tempos. Mas, devo reconhecer e esclarecer, muitos não são de agora: foram publicados há tempos neste mesmo blogue e em outros lugares. Pensei neles ao lembrar o que dizia um amigo, o Chico, nos tempos da ditadura: “Quem já aguentou um palmo e meio, aguenta mais dois dedos… rindo”. Aí vão:

Brasil, o país do futuro, tem cada vez mais saudade do passado.

***

A era em que vivemos pode ser chamada de Já Era. Emprego? Já era. Decência política? Já era. Sistema educacional? Já era. Lei? Já era. Saúde pública? Já era…

***

Executivo insensível também pode ter nó na garganta: o da gravata.

***

Nem só o peido é prenúncio de uma cagada. Eleição também pode ser.

***

Dia da Árvore, Dia do Trabalhador, Dia de Ação de Graças, Dia do Índio, Dia da Mulher, Dia… Devia ser tudo Dia 1o de Abril…

***

O que a gente pensava ser o fundo do poço era só um patamar. Temos muito a afundar.

***

Se é duro ver velhas figuras da ditadura dando as cartas na “democracia” atual, mais duro é ver algumas de suas ex-vítimas assanhadinhas, rasgando seda para elas.

***

Nem só da classe média vive a imbecilidade.

***

Pragmatismo é o nome que se dá a uma forma de prostituição política.

***

Sem-teto, sem-terra, sem-saúde, sem-escola que preste, sem-justiça, sem-emprego…

Mas com-violência, com-fome, com-vermes, com-tudo quanto é merda… Ô vida de brasileiro!

***

No Brasil, democracia é o jeito de transformar em políticos normais os expoentes odiados da ditadura.

***

Para quem tem tesão por mandar, o poder é mais phoder.

***

A praça é do automóvel, como o céu é da poluição.

***

O Brasil está mais para país da quarta-feira de cinzas do que do carnaval.

***

Banqueiros alegres, povo triste!

***

Alcoolizaram a República brasileira: até 1930 ela era do café com leite, agora é um porre.

***

O salário mínimo tem pouco de salário e muito de mínimo.

***

Já zonearam até a camada de ozônio.

***

O que falta à elite brasileira não é caráter, isso ela tem até demais. Só que péssimo.

***

Música, desde o final do século XX, na grande maioria, não é um barulho dos melhores.

***

O amor é cego, a Justiça é cega… talvez seja por isso que levam tanta desvantagem aqui.

***

Quando certos políticos se dão as mãos, forma-se um círculo vicioso.

***

Poder e pudor muito raramente se encontram na mesma pessoa.

***

Quem ama o feio… deve estar apaixonado pela política brasileira.

***

Reforma da Previdência: você vai trabalhar mais, muito mais, correr o risco de morrer antes, mas se chegar lá vai se aposentar ganhando muito menos. Mas é para o seu bem, diz o governo.

***

Para os fundamentalistas, a vida não é fundamental.

***

Tem deputado federal que usa seu mandato como se fosse um vereador… e vereador que cobra propina como se fosse deputado federal.

***

O dízimo cobrado por certas igrejas não é uma dízima periódica, mas também se repete indefinidamente.

***

Não se pode garantir que a Justiça brasileira seja cega, mas o que faz de vista grossa!…

***

Há situações em que rico é que não vai pra frente. Na guerra, por exemplo.

***

O inferno é aqui na terra mesmo, mas só para os pobres. Para os ricos, aqui é um céu.

***

Paranormal é a situação do Brasil.

***

Para quem não tem cabeça, tudo é um bicho de sete cabeças.

***

Para os Estados Unidos, nada melhor que os outros sejam países desunidos.

***

Há governantes que se inspiram nos “déspotas esclarecidos”… só que mal esclarecidos.

***

Eleições são muito importantes: por meio delas escolhemos quem vai nos ferrar a vida nos próximos anos.

***

Existe juiz que merece mesmo ser chamado de meretríssimo.

***

O bom filho à casa torna. Como faz o bom filho de uma família sem-teto?

***

Nestes tempos de galinhagem, é preciso ter postura!

***

Políticos e empresários que minam o país são considerados cidadãos eminentes.

***

Contradição de protestante é aceitar sem protestar tudo que o pastor manda fazer.

***

Num sistema com péssima distribuição de renda, todo pecado é capital.

***

Quem nasceu pra ladrão pé-de-chinelo nunca chega a corrupto.

***

No fundo, no fundo, o pensamento de certos intelectuais está abaixo de raso.

***

Muitas diretrizes governamentais deviam chamar-se erratrizes.

***

No Brasil, até a independência foi no grito!

***

Em terra de endividados, quem tem um banco é rei.

***

Quem boa cama fizer, nela outro se deitará.

***

Tive um patrão que era mesmo uma figura de proa: uma carranca horrorosa.

***

Quem só encara sopa não sabe a dureza da rapadura!

***

Do ambiente, que já chamam de meio, não vai sobrar nada.

***

Os governos dançam conforme a música: se é samba, eles dançam rock; se é valsa, eles dançam tango; se é tango, eles dançam bolero…

***

Greve de fome, para desempregados, não é nada demais. O que eles gostariam de fazer é greve de comida.

***

Do jeito que o mundo está chato, não dá pra viver sem vício.

***

No Brasil, os velhos ditados devem ser adaptados: aqui, todos os caminhos levam ao brejo.

***

Governador, senador, vereador… Acho que entendi porque a política no Brasil é sofrível.

***

Quando um não quer, dois não são amigos.

***

Em flagrantes de corrupção, quem é vivo nunca aparece.

***

Por que criminoso rico não vai preso? Porque o castigo anda a cavalo, e ele foge de carro ou de avião.

***

Diz o ditado patronal que manda quem pode, obedece quem tem juízo. Poder pra mandar eu não tenho, mas juízo pra obedecer tenho muito menos.

***

Saco vazio não para em pé, mas nem por isso venha me encher o saco

(Todos esses “desaforismos” fazem parte do livro não publicado “Pós-conceitos, desaforismos, kai-kais, preguntas e desditados”)

*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Fórum.

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum