Blog do Mouzar

03 de junho de 2019, 23h09

Kai-kais

Depois dos “pós-conceitos” e “desaforismos”, Blog do Mouzar publica alguns kai-kais, “desaforismos” imitando haicais

Foto: Reprodução/YouTube

Publiquei aqui, recentemente, uns “pós-conceitos” válidos para os tempos atuais, e depois uns “desaforismos”. Agora, publico uns “kai-kais”, que são uns “desaforismos” imitando haicais. Devo esclarecer que, embora também válidos para os tempos atuais, muitos não são de agora: foram publicados há tempos neste mesmo blog e em outros lugares.

Começo por um que fiz há anos e acho válido para responder àqueles que dizem que temos que torcer para que o atual governo “dê certo”, pois “estamos todos no mesmo barco”. Acho que o “dar certo” para esse governo inclui rumos educacionais, culturais, ambientais e sociais que para mim significam “dar tudo errado”. E estar “no mesmo barco” tem suas relatividades. Então, vamos aos kai-kais:

Na mesma canoa,

Uns remam,

Outros ficam à toa.

***

Tem quem ache certo

Toda a floresta

Virar deserto.

***

A poder de chumbo

Governos bregas

Revelam-se chumbregas

  • • •

Que caráter bélico

Tem o pastor

Que se diz evangélico

***

Político fantástico!

Tem senso ético

Pra lá de elástico

  • • •

Conservador

Despreza o riso

E conserva a dor

***

São Paulo é um cidadão!

Muitos moradores,

É que não são.

***

Lembre-se: habitação

Pode ser barraco,

Não é só mansão

***

Cega justiça!

Sua cegueira

Parece postiça

***

Império do norte

Promete vida

E causa morte

***

Para os devastadores,

O cerrado

É caso encerrado

***

Regime teocrático

É coisa do demo,

Não é democrático

***

Sentindo-se sucata

Morador de rua

Inveja o vira-lata

***

Constituição…

Que gênero mais chato

De ficção!

***

Que horror, Deus do Céu!

O muro de Berlim

Não caiu: foi pra Israel

  • • •

É fundamental

A quem não tem fundamento

Ser fundamentalista

***

Pouco riso

Nem sempre

É muito siso

***

Igreja moralista

Quer mesmo é grana:

É capetalista

***

Banqueiro dos bons

Não morre de amores

Por ladrões amadores

  • • •

CPI radical:

Quem se deu bem

Julga quem se deu mal

  • • •

Cometeu pecados,

O motivo eu sei:

A necessidade não tem lei

  • • •

Filosofia de vida:

Antes de entrar,

Pense na saída

(Todos esses “kai-kais” fazem parte do livro não publicado “Pós-conceitos, desaforismos, kai-kais, preguntas e desditados”)

*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Fórum.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum