sábado, 31 out 2020
Publicidade

Nova safra de kaikais

Em seu blog na Fórum, Mouzar Benedito apresenta uma nova "safra" de kaikais, seus falsos haicais; confira

Amigas e amigos,

Esta quarentena põe à prova a paciência de vocês comigo. Fico fazendo falsos haicais, e os assuntos não “vareia” muito, como dizem os caipiras como eu. Nesta “safra” tem alguns derivados de ditados também.

***

Serenata desgraçada!

Que som mais ardido,

Do pernilongo no meu ouvido!

***

Racista, vou ser franco,

Merece o destino do penico,

Que também é branco.

***

Não bobeia…

Ser honesto

Vai dar cadeia

***

Isso é que é primavera?

Mas que prima

Mais severa!

***

Que rebanho…

O gado faz asneiras

Sem tamanho!

***

Governistas do cão!

Enfim uma regra

Sem exceção.

***

Era só um indício:

Mas ele confirmou

Ser um Napoleão de hospício.

***

Eles mentem com gosto:

Porque mentira

Não paga imposto.

***

Devia estar no Evangelho:

Por um amor novo,

Esquece-se o velho.

***

Antes calar

Que com imbecis

Altercar

***

Tá cheio disso:

Boca de mel,

Coração de fel.

***

Rachas no governo:

Brigam as comadres,

Descobrem-se as verdades.

***

Companhias:

Cada qual

Com seu igual

***

Que religiosos são!

A cruz nos peitos

E os diabos nos feitos!

***

Morrem os bons,

Sobrevivem os fariseus:

O diabo ajuda os seus.

***

Aderiu a ele e espera louvor?

Ama-se a traição…

Odeia-se o traidor!

***

Confia nas leis, bobão?

Justiça não é lei,

Mas invenção.

***

Ouça, meu bem:

Navegar é preciso

E viver também.

***

Não tem cheiro?

De onde vem tanta

Abundância de dinheiro?

Mouzar Benedito
Mouzar Benedito
Mineiro de Nova Resende, é geógrafo, jornalista e também sócio fundador da Sociedade dos Observadores de Saci (Sosaci).