Blog do Mouzar

Fórum Educação
04 de fevereiro de 2020, 00h04

O assunto ainda é feiura

Leia no Blog do Mouzar: "Há qualidades que melhoram ou pioram o julgamento de beleza que temos dos outros. Burrice, antipatia, mau-caráter, fanatismo religioso, racismo, posições políticas e outras coisas podem fazer a gente achar feias algumas pessoas consideradas bonitas"

Reprodução/Redes sociais

O garoto olha para a tia que se pintava no espelho e pergunta:

– Por que é que você pinta tanto, titia?

– Para ficar mais bonita.

– E por que não fica?

(Barão de Itararé)

 

 

Publiquei aqui, há algumas semanas, um texto chamado “Feliz 2020? Como?”, falando dos tempos feios em que estamos, com comparações inspiradas por ele, precedidas pela expressão “Mais feio do que…”.

Algumas pessoas comentaram o dito-cujo – não neste blogue, mas nos contatos pessoais –, constatando que feiura, em se referindo à situação atual e às perspectivas da gente, é mesmo um assunto recorrente.

Então, resolvi publicar também umas frases sobre feio e feiura, não necessariamente relacionadas ao tema anterior. Queiramos ou não, ao referir-se a alguém, o adjetivo “feio” ou sinônimo ofensivo ou maneiroso é usado com frequência, principalmente quando essa “qualidade” foge muito do padrão estético.

Lembro, no entanto, que a feiura é (às vezes) relativa. Se fosse absoluta, gente feia estava frita, condenada a uma ausência de vida amorosa, por exemplo. “Se não fosse o mau-gosto, o que seria do amarelo?”, disse alguém. Mas quem gosta do amarelo acha que mau-gosto é não gostar do amarelo. Além disso, há qualidades que melhoram ou pioram o julgamento de beleza que temos dos outros. Burrice, antipatia, mau-caráter, fanatismo religioso, racismo, posições políticas e outras coisas podem fazer a gente achar feias algumas pessoas consideradas bonitas. E qualidades que apreciamos podem fazer que encontremos beleza em pessoas tidas como fias. .

Bom… E quem sou eu para falar da feiura alheia? Pois é, se todas as mulheres me achassem feio demais, eu nunca teria tido namoradas, né?

Vamos às frases, desde umas “edificantes” até outras que nestes tempos de politicamente correto poderiam ser classificadas como “feiofobia”.

 

Ditado popular: “Quem ama o feio, bonito lhe parece”

***

Barão de Itararé: “Quem ama o feio, é porque o bonito não lhe aparece”.

***

Eu: “Quem ama o feio… Eba! Ói eu aqui”.

***

Phyllis Diler: “Quando vou a um salão de beleza, entro sempre pela porta de emergência”

***

Ditado popular: “Feio é roubar e não poder carregar”.

***

Eu: “Feio é roubar e não poder carregar… Mas carregando um pouquinho já é lucro, né?”

***

Anne de Lenclos: “A constância é o recurso dos feios”.

***

Germaine Greer: “Será pedir muito que as mulheres sejam poupadas da luta diária pela beleza sobre-humana a fim de oferecê-la às carícias de um homem sub-humanamente feio?”.

***

Não sei quem: “Não existe mulher feia. Você é que bebeu pouco”.

***

Clarice Lispector: “A feiura é meu estandarte de guerra. Amo o feio com um amor de igual para igual”.

***

Vanessa Pimentel: “Inteligência encobre feiura, mas beleza não disfarça burrice”.

***

Não sei quem: “Para a feiura, há plástica. Para o peso, há o regime. Mas para a falta de caráter e a hipocrisia, não há nenhum tipo de tecnologia que resolva”.

***

Michel de Montaigne: “Uma fealdade é uma velhice confessada, a meu ver, menos velhas e menos feias do que outras disfarçadas e esticadas”.

***

Frida Kahlo: “A beleza e a feiura são uma miragem, pois os outros sempre acabam vendo nosso interior”.

***

Charles Bukowski: “Beleza não vale nada e depois não dura. Você nem sabe a sorte que tem ser feio. Assim, quando alguém simpatiza contigo, já sabe que é por outra razão”.

***

Mário Quintana: “Dizes que a beleza não é nada? Imagina um hipopótamo com alma de anjo… Sim, ele poderá convencer os outros de sua angelitude – mas que trabalheira!”.

***

Don Marquis: “Nem toda mulher num chinelo velho pode aspirar a ser Cinderela”.

***

Caetano Veloso (na música “Sampa”): “Narciso acha feio o que não espelho”.

***

Não me lembro quem: “Se me virem abraçado com uma mulher feia, separem que é briga”.

***

Toulouse Lautrec: “A feiura, onde quer que esteja, tem sempre um lado belo, é fascinante descobrir beleza onde ninguém consegue ver”.

***

Heinrich Heine: “À falta de virtude, a feiura já é meio caminho andado”.

***

Sacha Gutry: “Quando se ama mulher feia, pode-se amá-la cada vez mais, porque a feiura só tende a aumentar”.

***

Sêneca: “A deformidade do corpo não afeta uma bela alma, mas a formosura da alma reflete-se no corpo”.

***

Carmen Sylva: “Chama-se realismo à fealdade, como se chama franqueza a grosseria”.

***

Leon Eliachar: “Um truque fácil e prático para uma mulher se tornar mais bonita é andar sempre acompanhada de uma mulher feia. Já a mulher feia deve andar acompanhada de uma mulher mais feia ainda”.

***

Joan Rivers: “Provoquei o enfarte de meu marido. Estávamos fazendo amor e tirei o saco de supermercado da cabeça”.

***

Joan Rivers, de novo: “Meu controle de natalidade agora é deixar a luz acesa”.

***

Emílio de Menezes: “Nada tem de ridícula a fealdade quando ela, em certas caras, se figura”.

***

Pereira da Silva: “O feio poderá ser belo, bastando ao homem saber apreciá-lo”.

***

Helena Rubinstein: “Não existem mulheres feias – apenas preguiçosas”.

***

Eu (adaptando um ditado popular): “Beleza não põe mesa. Feiura também não”.

***

Provérbio espanhol: “Muitos cegos gostariam de ver isso que te parece feio”.

***

Oscar Wilde: “As mulheres feias são muito úteis. Se você quiser ganhar uma reputação de respeitabilidade, basta sair com uma delas para jantar”.

***

Ditado popular: “Casa de mulher feia não precisa de tramela”.

***

Provérbio espanhol: “Não há feio sem sua graça nem galã sem seu defeito”.

***

Medeiros de Albuquerque: “Nada no mundo é bonito nem feio. Somos nós que vestimos de beleza as coisas que julgamos belas”.

***

Provérbio chinês: “Todo vendedor de melão diz que diz que os seus são os mais doces”.

***

Provérbio japonês: “As flores dos outros sempre são mais vermelhas do que as nossas”.

***

Zé Turco, falando de uns vizinhos: “Se feiura doesse, que gritaria nessa casa…”

***

Eu (me apropriando da ideia do Zé Turco), brincando com um amigo: “Se feiura pagasse imposto, cê tava frito…”

***

Eu, brincando com o mesmo amigo: “Quando Deus distribuía a feiura, você entrou três vezes na fila”.

***

Provérbio ugandense: “O macaco que vai atrás ri do rabo do macaco que vai à frente”.

***

Ambrose Bierce: “Feiura é uma dádiva dos deuses a certas mulheres, permitindo-lhes a virtude sem a humildade”.

***

Ditado popular: “Nem tão formosa que mate, nem feia que espante”.

***

Vinícius de Moraes: “As feias que me perdoem, mas a beleza é fundamental”.

***

Berilo Neves: “Uma mulher feia é uma lata de conserva que será confiscada no dia em que a Natureza zelar pela boa fama de seus produtos”.

***

Provérbio malgaxe: “Morcego voando parece um pássaro, mas parado é um rato”.

***

Coco Chanel: “É possível acostumar-se à feiura; à negligência, jamais”.

***

Antônio Maria: “Enquanto outros despertam amor à primeira vista com a própria cara, eu tenho que ter três horas para falar até a mulher esquecer a minha cara”.

***

Ditado caipira: “Sossego de homem é mulher feia e cavalo capado”.

***

Gonzalo Otáfora (jornalista argentino): “A minoria mais sofrida e discriminada são as pessoas despossuídas de beleza”.

***

Otáfora, de novo: “Nasci na ponta de estoque da sociedade. O aparelho de dentes, os óculos fundo de garrafa e as espinhas assustadoras cumpriam os registros básicos para que eu fosse considerado um desperdício, em uma vida real em que a fábula do cisne é apenas uma metáfora para crianças”.

Sinônimos

Os sinônimos de feio e fealdade que vemos na literatura e nos dicionários não são nem um pouco “bonzinhos”. Quando se fala um deles é para deixar o “feio” prostrado, arrasado, destruído. Coletei um pouco deles e listo abaixo.

Desengonço, de má sombra, contrafeito, vatricoso, de fero aspecto, desprimor, desfiguramento, hediondez, cara de réu, cara de herege, cara de excomungado, cara de vergalho, carranca, jagodes, jangaz, macho de liteira, almanjarra, ogro, trangalhadanças, balandrau, chichimeco, canhão, carcaça, serpe, bruxa, tarasca, coruja, ingracioso, simiesco, disforme, desproporcionado, mal-assombrado, semiscarúnfio, de má catadura, de fero aspecto, flexípede, espantalho, bazulaque, figura de pano de arrás, trangola, inartístico, inestético, tetérrimo, horrífico, aplástico, troncho, irregular na conformação, desconforme, hórrido, desventuroso…

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags