Acusado da morte de Dorothy Stang vai a júri popular

Começa hoje (14) em Belém (PA) o julgamento do fazendeiro Vitalmiro Bastos de Moura – o Bida -, acusado de ser um dos mandantes do assassinato da missionária norte-americana Dorothy Stang em fevereiro de 2005. Vitalmiro será levado a júri popular. O outro acusado de encomendar a morte de Dorothy, Regivaldo Pereira Galvão, fazendeiro conhecido […]

Começa hoje (14) em Belém (PA) o julgamento do fazendeiro Vitalmiro Bastos de Moura – o Bida -, acusado de ser um dos mandantes do assassinato da missionária norte-americana Dorothy Stang em fevereiro de 2005. Vitalmiro será levado a júri popular. O outro acusado de encomendar a morte de Dorothy, Regivaldo Pereira Galvão, fazendeiro conhecido como "Taradão", aguarda em liberdade decisão de recursos para definição de seu julgamento.

Os demais envolvidos no crime já foram julgados e condenados. Em 2005, os pistoleiros Raifran das Neves Sales e Clodoaldo Carlos Batista foram condenados a 27 e 17 anos de reclusão, respectivamente. Amair Feijoli da Cunha, o Tato, acusado de contratar os pistoleiros, foi condenado em 2006 a 27 anos de prisão, mas foi beneficiado com redução de um terço da pena, por delação premiada.

Leia mais em matéria de Mylena Fiori na Agência Brasil

Avatar de Renato Rovai

Renato Rovai

Jornalista, mestre em Comunicação pela ECA/USP e doutor pela UFABC. Mantém o Blog do Rovai. É editor da Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR