Blog do Rovai

Fórumcast, o podcast da Fórum
03 de outubro de 2018, 09h40

Bolsonaro para de crescer em tracking do PT

Parece que a onda de crescimento de Bolsonaro perde folego, Haddad recupera e movimentos ocorrem, principalmente no Sul e nas faixas de renda de 2 a 5 salários mínimos em favor de Alckmin

O blogue acabou de receber o relatório de um dos trackings que o PT faz em todo país.

A boa notícia é que o crescimento de Bolsonaro teria sido interrompido.

Leia e tire suas conclusões:

 

Proporções paradas: (29, 29) para Bolso e (25, 25) para Haddad. Ciro move de 8 para 7.

Entre os evangélicos, o Bolso sobe um pouco (37, 38) e Haddad desce (19, 18). Movimento interessante ocorre entre os eleitores que não são anti, nem pró petistas, os neutros: Bolso cai três pontos ( 27, 24) e Haddad sobe um (15, 16). Neste segmento Ciro perde um ponto (9, 8).

Regionalmente: no Nordeste, Haddad e Bolso continuam estáveis (45 a 16) e Ciro perde um ponto de 14 para 13. No Sudeste, a queda de Ciro é um pouco maior (6 para 4) e Haddad e Bolso estabilizados em 16 H X 31 B. No Sul houve uma melhoria de Haddad que sobe de 15 para 18 e Bolso fica parado nos seus 38%. No Sul ocorreu uma tendência de aumento do voto no Alckmin (3, 5 e 9).

Nos eleitores até 2SM Bolso está parando em 19 e Haddad move de 32, para 33, enquanto nos de 2 a 5SM, Bolso (32, 34, 35) sobe e Haddad cai (22, 21, 20), aparecendo aí também o fenômeno de crescimento do Alckmin (5, 6, 8).

Parece que a onda de crescimento de Bolso perde folego, Haddad recupera e movimentos ocorrem, principalmente no Sul e nas faixas de renda de 2 a 5 SM em favor de Alckmin. Os esforços de intensificar a campanha entre os mais pobres devem continuar e a intensificação da campanha no Sudeste e Sul podem dar bons resultados. Especial atenção deve ser dada ao segmento do evangélicos.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum